Candidato à Assembleia Constituinte de Nicolás Maduro é assassinado

A Assembleia Constituinte, que será eleita em 30 de julho, estará formada por 545 membros, que terão plenos poderes enquanto reformulam a Carta Magna

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 11/07/2017 08:14

Um candidato à Assembleia Constituinte convocada pelo presidente Nicolás Maduro foi morto a tiros nesta segunda-feira (10/7), durante um comício na cidade de Maracay, no estado de Aragua.

O Ministério Público investigará "a morte de José Luis Rivas", 42 anos, em um incidente no qual "também resultaram feridas duas pessoas". 


Segundo a rede de notícias Telesur, o candidato à Constituinte participava de um comício quando "chegaram alguns sujeitos e atiraram". Foi atingido "por oito impactos de bala".

A Assembleia Constituinte, que será eleita em 30 de julho, estará formada por 545 membros, que terão plenos poderes enquanto reformulam a Carta Magna. A oposição rejeita a Constituinte e desde 1º de abril passado os protestos contra Maduro já deixaram 93 mortos. 
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.