Reino Unido admite pela primeira vez que terá de pagar "conta do Brexit"

O comunicado de Joyce Anelay, ministra britânica para o Brexit, indica uma nova postura do Reino Unido, que antes vinha pregando que não haveria uma "conta" a pagar

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 14/07/2017 10:03

O Reino Unido admitiu pela primeira vez, de forma explícita, que terá encargos financeiros com a União Europeia depois que o chamado "Brexit" - processo pelo qual o país deixará o bloco - for concluído, segundo o jornal britânico Financial Times.

Em comunicado enviado ao Parlamento que faz referência a um "acordo financeiro", o governo britânico reconheceu ontem que o "Reino Unido tem obrigações com a UE...que permanecerão após a saída do Reino Unido - e que essas precisam ser resolvidas", relatou o FT.


O comunicado de Joyce Anelay, ministra britânica para o Brexit, indica uma nova postura do Reino Unido, que antes vinha pregando que não haveria uma "conta" a pagar.

À medida que negociadores se preparam para uma rodada de conversas sobre o Brexit na segunda-feira (17), a questão dos futuros passivos do Reino Unido - cujo valor bruto é estimado pela UE em até 100 bilhões de euros - tende a ser um dos pontos mais polêmicos do diálogo, assinalou o FT.
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.