Vilnius extradita para EUA lituano acusado de roubar US$ 100 mi de Google

O homem também é acusado de falsificar faturas e contratos, e de enviar cartas para incitar as empresas a mandar mais de 100 milhões de dólares a contas bancárias no exterior

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 17/07/2017 15:38

Um tribunal de Vilnius decidiu, nesta segunda-feira, extraditar para os Estados Unidos um lituano acusado de roubar 100 milhões de dólares da Google e do Facebook.
 
 
"O tribunal tomou uma decisão a favor da extradição do cidadão lituano Evaldas Rimasauskas para os Estados Unidos, onde será julgado penalmente", declarou a juíza Aiva Surviliene, constatou a AFP.

Evaldas Rimasauskas, de 48 anos, foi detido em março na Lituânia a pedido das autoridades americanas, que o acusam de roubar duas empresas americanas se fazendo passar por um provedor asiático de material de informática entre os anos 2013-2015.

A advogada de Rimasauskas indicou à AFP que os dois gigantes americanos da Internet, Facebook e Google, são mencionados na ata de acusação.

Em uma declaração pública, os procuradores americanos indicaram que Rimasauskas utilizou contas de e-mail falsas para se fazer passar por "funcionários e agentes" de um fabricante asiático.

Também é acusado de falsificar faturas e contratos, e de enviar cartas para incitar as empresas a mandar mais de 100 milhões de dólares a contas bancárias no exterior.

Snieguole Uzdaviniene, advogada de Rimasauskas, indicou que seu cliente apelará da decisão do tribunal.
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.