Membro da cúpula do Partido Comunista chinês é investigado por corrupção

Até recentemente, Sun Zhengcai era secretário do partido na metrópole de Chongqing, no sudoeste do país. Esta é a primeira investigação interna contra um membro do Politburo em cinco anos

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 24/07/2017 11:36 / atualizado em 24/07/2017 11:50

Pequim, China - Um membro do bureau político do Partido Comunista Chinês (PCC), um dos 25 principais dirigentes do país, está sendo investigado por corrupção - anunciou a agência oficial de notícias Xinhua, nesta segunda-feira (24/7).

Até recentemente, Sun Zhengcai era secretário do partido na metrópole de Chongqing, no sudoeste do país. Esta é a primeira investigação interna contra um membro do Politburo em cinco anos. A comissão disciplinar do PCC abriu uma investigação por "grave violação da disciplina", o que engloba crimes de corrupção.

Sun era considerado um forte candidato para ingressar no comitê permanente do bureau político, instância de sete membros que concentra todo o poder na China. Em 2013, Bo Xilai, potencial rival do atual presidente Xi Jinping, foi condenado à prisão perpétua.

A queda de Sun acontece poucos meses antes do congresso do PCC, durante o qual Xi Jinping deverá manter-se no cargo por mais quatro anos. Ao chegar ao poder em 2012, Xi Jinping iniciou uma ampla campanha de luta contra a corrupção, que permitiu punir 1,2 milhão de pessoas, segundo dados do PCC.

Mas alguns suspeitam que Xi utiliza esta campanha para neutralizar seus adversários. Sun Zhengcai havia sido nomeado ao cargo em Chongquing para limpar a cidade após o mandato de Bo Xilai na mesma aglomeração. Mas em fevereiro inspetores do Partido reprovaram a sua falta de resultados, primeiro sinal de sua queda.
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.