Tribunal da UE mantém Hamas na lista de organizações terroristas

Em 17 de dezembro de 2014, a Justiça europeia havia anulado a inclusão do Hamas, feita no final de 2001, na lista de organizações terroristas da UE

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 26/07/2017 08:49

O Tribunal de Justiça da União Europeia (TJUE) decidiu, nesta quarta-feira (26/7), manter o movimento islamita palestino Hamas, no poder em Gaza, na lista europeia de organizações terroristas. Em sua sentença, o TJUE considerou que a corte de primeira instância da UE "não deveria ter anulado a manutenção do Hamas na lista europeia de organizações terroristas, e o põe de volta", indicou o alto tribunal em um comunicado.

Em 17 de dezembro de 2014, a Justiça europeia havia anulado a inclusão do Hamas, feita no final de 2001, na lista de organizações terroristas da UE. O Hamas e a organização separatista Tigres da Libertação do Eelam Tamil (LTTE) no Sri Lanka - incluída na lista em 2006 - recorreram da decisão de sua manutenção, apelando ao Tribunal Geral da UE. Este lhes deu razão.

O Conselho da UE, que reúne os países do bloco, decidiu recorrer em janeiro de 2015 contra essas anulações. Segundo o alto tribunal europeu, trataram-se de um "erro de Direito". Já em relação ao LTTE o TJUE confirma a anulação de seu nome na lista de organizações terroristas.

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.