Opositor venezuelano envia mensagem em vídeo gravado antes da prisão

Segundo o Tribunal Supremo de Justiça (TSJ), López e Ledezma foram levados de volta à prisão por supostos planos de fuga e suas declarações políticas

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 01/08/2017 15:29

O opositor venezuelano Leopoldo López pediu para que a luta continue contra o governo de Nicolás Maduro, em um vídeo gravado caso fosse enviado novamente para a prisão, como aconteceu nesta terça-feira (2/8).
 
 
"Se estão vendo este vídeo é porque vieram e me prenderam ilegal e injustamente. Sou um preso político", assinalou o dirigente na gravação feita em 17 de julho, na qual aparece sentado junto a sua esposa Lilian Tintori.

 
 
 
"Mesmo que a luta por minhas convicções, pela luta democrática, implicasse o risco de que voltariam a me prender, eu assumiria esse risco", acrescentou. 

Leopoldo López e outro dissidente, Antonio Ledezma, ícones da oposição venezuelana que estavam em prisão domiciliar, foram detidos na madrugada desta terça-feira após seus apelos contra a Assembleia Constituinte.

López e Ledezma foram detidos por agentes do Serviço de Inteligência (Sebin).

Segundo o Tribunal Supremo de Justiça (TSJ), López e Ledezma foram levados de volta à prisão por supostos planos de fuga e suas declarações políticas.
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.