Pence denuncia 'pressão russa' em viagem ao leste da Europa

Uma curta guerra entre Geórgia e Rússia em agosto de 2008 teve em seu fim o reconhecimento de Moscou da independência de duas repúblicas separatistas, Ossétia do Sul e Abecásia

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 01/08/2017 19:30

O vice-presidente americano, Mike Pence, denunciou nesta terça-feira (1/8) em Montenegro a "pressão" que, em sua opinião, a Rússia exerce sobre os aliados de Washington no leste da Europa, e assegurou que Donald Trump aprovará "logo" as novas sanções contra Moscou.
 
 
Após visitar a Geórgia, Pence chegou a Montenegro, última escala de sua viagem ao leste da Europa.

Em um jantar com os líderes do país, de 620.000 habitantes, Pence disse que a sua visita era "um testemunho do fato de que os Estados Unidos não têm aliados pequenos, mas somente aliados fortes".

"Sua valentia, especialmente diante da pressão russa, inspira o mundo, e os elogio por isso", disse.

A adesão de Montenegro à Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan), em 5 de junho, e as aspirações da Geórgia de também se unir à aliança, enfureceram Moscou, que considera que os dois países pertencem a sua esfera de influência histórica.

Na manhã desta terça-feira, o vice-presidente americano prometeu à Geórgia o firme apoio de Washington a este país situado no extremo sul da Rússia, e aproveitou a ocasião para insistir que Trump se dispõe a assinar as novas sanções contra Moscou.

"O presidente Trump assinará logo o texto sobre as sanções", declarou Pence de Tbilisi, capital da Geórgia.

As novas sanções econômicas foram votadas por quase todos das duas Câmaras do Congresso americano na semana passada. Agora cabe a Trump assiná-las para que entrem em vigor, algo que a Casa Branca assegurou que fará, mas sem estabelecer uma data.

A Rússia respondeu impondo uma redução drástica da equipe que trabalha nas missões diplomáticas americanas em seu território.

Pence também denunciou a "ocupação" de uma parte do território da Geórgia pela Rússia, depois de uma guerra que opôs os dois vizinhos em 2008.

Na presença do primeiro-ministro da Geórgia, Giorgi Kvirikashvili, o vice-presidente reiterou o apoio dos Estados Unidos a esta ex-república soviética que qualificou como "sócio estratégico-chave" dos Estados Unidos na região.

Uma curta guerra entre Geórgia e Rússia em agosto de 2008 teve em seu fim o reconhecimento de Moscou da independência de duas repúblicas separatistas, Ossétia do Sul e Abecásia.

Na quarta-feira, Pence irá à cúpula da Carta Adriática na capital de Montenegro, Podgorica, à qual também comparecerão os líderes de Albânia, Bósnia, Croácia, Macedônia, Kosovo, Sérvia e Eslovênia.
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.