Talibãs e Estado Islâmico são acusados de matar 50 civis no Afeganistão

Os talibãs reivindicaram no domingo a posse do distrito de Sayad, ponto estratégico situado a alguns quilômetros da capital provincial de Sare-Pul, mas desmentiram ter matado civis em colaboração com o EI

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 07/08/2017 09:21

Cabul, Afeganistão - Os talibãs e o grupo Estado Islâmico (EI) mataram mais de 50 civis no norte do Afeganistão, denunciaram nesta segunda-feira (7/8) as autoridades, destacando que esta operação confirma a aliança pontual entre os dois movimentos radicais.

A matança ocorreu na localidade xiita de Mirza Olong. Os talibãs reivindicaram no domingo a posse do distrito de Sayad, ponto estratégico situado a alguns quilômetros da capital provincial de Sare-Pul, mas desmentiram ter matado civis em colaboração com o EI.

No entanto, as autoridades locais e o presidente afegão Ashraf Ghani, que publicou um comunicado, afirmam que ao menos 50 pessoas, em sua maioria civis, foram massacradas no sábado passado. Segundo as fontes, foram executadas por bala ou decapitadas.
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.