França julga irmão do autor dos ataques de Toulouse em 2012

Ele teria sido cúmplice de Mohamed Merah no assassinato de sete pessoas

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 30/09/2017 13:58

Paris, França - Há cinco anos, sete pessoas - entre elas três crianças alunas de uma escola judaica - foram assassinadas por Mohamed Merah. A partir desta segunda-feira (2/10), seu irmão será julgado por suposta cumplicidade nos crimes, que marcaram o início da onda de ataques terroristas na França.

O processo pelos ataques de Toulouse, em 2012, como todos os que envolvem terrorismo, terá um júri especial, composto por juízes profissionais, e não populares.

Desde então, uma onda de atentados na França tirou a vida de 239 pessoas, em ataques como o de janeiro de 2015 ao semanário satírico "Charlie Hebdo" e ao supermercado kosher Hyper Cacher, ou o de novembro deste mesmo ano à casa de shows Bataclan, ou os assassinatos em Nice, em julho de 2016.
 

Abdelkader Merah, de 35 anos, é acusado de ter facilitado "deliberadamente" a preparação dos crimes cometidos por seu irmão em Toulouse e em Montauban, no sul da França, ajudando-o a roubar uma "scooter" usada na ação.

Fettah Malki, de 34, também vai ser julgado. Ele reconheceu ter dado uma metralhadora Uzi e um colete à prova de balas a Mohamed.

Os dois acusados admitiram os fatos, mas negaram conhecer as intenções de Merah. Por isso, enfrentam a pena máxima de prisão perpétua, no caso de Abdelkader, e de 20 anos de prisão, para Malki.
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.