Parlamento francês prepara votação final de polêmica lei antiterrorista

O voto final sobre o projeto, que foi aprovado em primeiro turno na semana passada pela Assembleia Nacional, acontecerá durante a tarde de quarta-feira no Senado

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 18/10/2017 11:46

O Parlamento francês se prepara nesta quarta-feira (18/10) para aprovar de forma definitiva uma polêmica lei antiterrorista apoiada pelo presidente Emmanuel Macron, mas que provoca preocupações entre os defensores das liberdades civis.

O voto final sobre o projeto, que foi aprovado em primeiro turno na semana passada pela Assembleia Nacional, acontecerá durante a tarde de quarta-feira no Senado.

A nova lei antiterrorista incorporará ao direito comum algumas medidas excepcionais do estado de emergência instaurado na França desde os atentados terroristas de novembro de 2015 (130 mortos), que expira em 1º de novembro.

O estado de emergência, que autoriza medidas excepcionais para combater o terrorismo, está elaborado para ser temporário, mas já foi prorrogado em seis oportunidade, ante uma ameaça considerada "duradoura".

A votação coincidirá com um importante discurso sobre a segurança de Macron, de 39 anos, no palácio presidencial, durante o qual deve apresentar os seus planos para aumentar o número de policiais e de funcionários do serviço de inteligência na França.

Entre os anúncios previstos está o da criação de uma força policial de bairro, uma das principais promessas de campanha no âmbito da segurança do jovem presidente francês.
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.