Três são detidos por tiroteio após discurso de supremacista branco noa EUA

Richard Spencer, que liderou a marcha de militantes neonazistas em Charlottesville, discursou novamente na Flórida

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 20/10/2017 19:48

Três homens foram detidos por iniciar um tiroteio após o supremacista branco Richard Spencer tentar realizar um discurso na Flórida, na noite de quinta-feira, informou a polícia nesta sexta. Spencer, líder do chamado movimento "alt-right" ou "direita alternativa" - que inclui supremacistas brancos, neonazistas e seguidores da Ku Klux Klan - tentou discursar na quinta-feira em um anfiteatro da Universidade da Flórida em Gainesville.


Diante da vaia de centenas de militantes anti-racistas, Spencer foi impedido de falar e cerca de uma hora após o incidente, três de seus seguidores pararam seu carro diante de um grupo de manifestantes, fizeram saudações nazistas e um deles, Tyler Tenbrink, de 28 anos, disparou várias vezes, mas ninguém ficou ferido.

Tenbrink e os irmãos William e Colton Fears, de 30 e 28 anos, foram detidos logo depois por tentativa de homicídio. Spencer liderou a marcha de militantes de extrema direita e neonazistas em Charlottesville, Virgínia, em 11 de agosto passado, que degenerou em violentos distúrbios.

No dia seguinte, em uma contramanifestação, um supremacista branco jogou um carro contra a multidão deixando um morto e 19 feridos. A organização presidida pelo supremacista de 39 anos, o National Policy Institute, é catalogada como um grupo de ódio pelo SPLC.
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.