EUA: nigeriano que tentou explodir avião denuncia maus-tratos na prisão

Ele foi sentenciado à prisão perpétua em uma penitenciária de segurança máxima no Colorado

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 20/10/2017 20:21

Umar Faruk Abdulmutallab, o nigeriano que tentou detonar um avião que se dirigia aos Estados Unidos em 2009 com explosivos ocultos em sua roupa de baixo, apresentou uma ação contra o Departamento de Justiça americano por supostos maus-tratos na prisão.


Sentenciado à prisão perpétua em uma penitenciária de segurança máxima no Colorado, Abdulmutallab disse na ação apresentada na quarta-feira que teve negado o contato com membros de  sua família, foi confinado em isolamento por tempo indeterminado e, violando as disposições constitucionais, teve negada a possibilidade de praticar o Islã.

Também alegou que foi obrigado a comer carne não halal (em conformidade com as leis islâmicas) e foi forçado a se alimentar enquanto fazia greve de fome para protestar contra os maus-tratos.

Abdulmutallab foi condenado a quatro penas de prisão perpétua em 2012 depois de se declarar culpado de uma tentativa fracassada de tentar explodir um avião da Northwest Airlines com destino a Detroit, procedente de Amsterdã, em 25 de dezembro de 2009.
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.