Milhares de pessoas protestam em Berlim contra o partido de extrema-direita

O partido anti-imigração e islamofóbico obteve 12,6% dos votos nas eleições legislativas ocorridas em setembro, tornando-se assim a terceiro maior força política da Alemanha

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 22/10/2017 15:29

Berlim, Alemanha - Milhares de pessoas foram às ruas neste domingo (22) em Berlim contra o partido de extrema-direita Alternativa para Alemanha (AfD), que entrará na próxima semana no Parlamento. Os manifestantes caminharam segurando cartazes com dizeres como "Parem a AfD", "Minha voz contra a provocação" ou "Meu coração bate por diversidade". 

O partido anti-imigração e islamofóbico obteve 12,6% dos votos nas eleições legislativas ocorridas em setembro, tornando-se assim a terceiro maior força política da Alemanha. A entrada da AfD no Bundestag se trata de uma guinada na história alemã pós-guerra, já que se trata da primeira formação de extrema-direita a ter essa representação desde a Segunda Guerra Mundial.

Sem adotar o discurso dos pequenos grupos nazistas, o AfD tem membros que pregam o fim do arrependimento pelos crimes nazistas. Um integrante do AfD, Björn Höcke, chamou em janeiro o Memorial do Holocausto em Berlim de "memorial da vergonha".

O partido conseguiu atrair eleitores do conservador partido CDU, de Angela Merkel, aproveitando-se do descontentamento provocado pela política da chanceler de acolher mais de um milhão de refugiados em 2015. 

"Quando o AfD ocupar o Bundestag pela primeira vez no dia 24 de outubro, terá que entender que em nosso Parlamento não há espaço para o racismo, a discriminação ou a falsificação da história", declarou o movimento popular Campact, que organizou a manifestação. 
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.