Após vitória eleitoral, Macri aumenta preços de combustíveis na Argentina

A decisão de aumentar os preços dos combustíveis pode ser alvo de críticas da classe média, que em sua maioria apoiou os candidatos de Macri no Legislativo

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 23/10/2017 10:53

Juan Mabromata  / AFP


Poucas horas depois de sua coalizão Cambiemos vencer a eleição legislativa de domingo na Argentina, o presidente Mauricio Macri anunciou nesta segunda-feira (23/10) uma elevação média de cerca de 10% nos preços do combustível. Embora o fato possa ser elogiado por economistas que defendem a redução nos subsídios e no déficit fiscal, o momento da decisão deve ser alvo de críticas na arena política.


A decisão de aumentar os preços dos combustíveis pode ser alvo de críticas da classe média, que em sua maioria apoiou os candidatos de Macri no Legislativo. Por outro lado, deve ser explorada pela ex-presidente Cristina Kirchner, que ficou em segundo lugar na disputa por uma cadeira no Senado, mas ainda assim conseguiu a vaga. A ex-líder vinha advertindo que Macri elevaria preços imediatamente após as eleições, o que se confirmou. 

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.