Autor de massacre no Texas recebeu dois tiros de um morador e se matou

Devin Kelley foi baleado na perna e no tronco por um morador transformado em herói que o enfrentou depois de escutar os tiros, segundo explicou, ontem (6/11), em entrevista coletiva, Freeman Martin

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 07/11/2017 09:16

Reprodução/Internet


O autor do tiroteio em massa numa igreja batista de Sutherland Springs, no Texas, nos Estados Unidos, no último domingo, onde morreram 26 pessoas e 20 ficaram feridas, recebeu dois disparos de um morador quando fugia e depois se matou com um tiro na cabeça.

Devin Kelley foi baleado na perna e no tronco por um morador transformado em herói que o enfrentou depois de escutar os tiros, segundo explicou, ontem (6/11), em entrevista coletiva, Freeman Martin, do Departamento de Segurança Pública (DPS, sigla em inglês) do Texas.

Embora, em primeira instância, as autoridades duvidaram se o assassino se suicidou ou morreu por causa dos disparos do morador, identificado como Stephen Willeford, a autópsia revelou que o tiro na cabeça foi dado por ele mesmo.


O assassino, que tinha uma história de abusos domésticos e de animais, se suicidou após escapar da região do tiroteio e ser perseguido pela estrada durante vários minutos por Willeford e outro morador, Johnnie Langendorff, que estava perto da igreja.

Freeman também revelou que os investigadores recolheram da cena do crime centenas de balas e 15 cartuchos com 30 projéteis cada uma, o que corrobora a violência como pior tiroteio na história do Texas.

Kelley realizou o massacre vestido com um colete à prova de balas e armado com um poderoso rifle Ruger AR semiautomático no templo Primeira Igreja Batista de Sutherland Springs, uma cidade localizada a 45 quilômetros de San Antonio, no Texas.

De acordo com as investigações da polícia, o assassino matou duas pessoas fora da paróquia e 23 dentro da igreja, e uma criança morreu por conta dos ferimentos num hospital local pouco depois do ataque.

As idades dos mortos variam entre 18 meses e 77 anos de idade, um indicativo de que o assassino tentou fazer maior número de vítimas possível. Das 20 pessoas feridas, 10 permanecem em estado crítico e quatro estão em estado grave. As informações são da agência de notícias EFE.
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.