Candela, a cidade italiana que está pagando para você morar nela

Para atrair moradores, o prefeito local, Nicola Gatta, decidiu oferecer 2 mil euros (mais de R$ 7,5 mil) para quem se mudasse para a região

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 09/11/2017 21:54 / atualizado em 09/11/2017 21:58


 
Dizia o poeta Mario Quintana: "Duas coisas ativam a minha poesia: a poluição sonora das grandes cidades e o silêncio das cidades pequenas". Se você está mais para o grupo que gosta só da segunda parte, a cidade italiana de Candela — cerca de 300 km a sudeste de Roma — tem uma proposta interessante para você. O prefeito local, Nicola Gatta, está oferecendo 2 mil euros (mais de R$ 7,5 mil) para quem quiser se mudar para o local. 



O objetivo do prefeito é devolver à cidade a população que ela tinha nos anos 1990: cerca de 8 mil pessoas. Atualmente, o município italiano tem pouco mais de 2,7 mil moradores. "Eu trabalho todos os dias com paixão e compromisso para levar Candela de volta ao seu antigo esplendor", disse Gatta à rede norte-americana CNN.

O esplendor a que o prefeito se refere deu lugar à tranquilidade de uma cidadela rodeada de montanhas verdes. As várias igrejas espalhadas por Candela já não mais abrigam celebrações dominicais cheias. São usadas apenas para celebrar os poucos nascimentos ou lamentar as várias mortes.

Se por um lado a tranquilidade pode ser um sinônimo de marasmo, por outro, ela também tem lá suas vantagens. Uma delas é que a cidade não registra um crime há 20 anos. Mas se um dia enjoarem da vida pacata de Candela, os futuros moradores também podem se aventurar e conhecer outros tesouros italianos nas proximidades. Para ir à praia, por exemplo, basta viajar uma hora de carro.

Caso todas essas informações ainda não tenham lhe convencido a querer se mudar, vamos à proposta financeira: a prefeitura oferece 800 euros para solteiros, 1,2 mil euros para casais, de 1,5 a 1,8 mil euros para uma família com três integrantes e 2 mil para famílias com quatro ou cinco pessoas. Os futuros residentes ainda podem receber isenções fiscais.

Mas, para poder participar do processo seletivo, é necessário cumprir três exigências. A primeira é fixar residência em Candela. A segunda é comprar uma casa na cidade. A última — e provavelmente mais difícil — é ter um emprego com um salário anual de 7,5 mil euros (R$ 28,4 mil por ano ou R$ 2,3 mil por mês). Desde que a oferta foi anunciada, seis famílias italianas já realizaram a mudança e outras cinco aplicaram uma candidatura.

Caso você tenha chegado até aqui interessado na proposta e cumprindo todos os requisitos, talvez seja a hora de trocar a poluição sonora das grandes cidades pelo também poético silêncio de uma cidade pequena na Itália, amico mio!
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.