Duterte agradece a Putin por entrega de armas russas

O presidente filipino assegurou a ainda o seu "sonho de criar forças armadas e uma polícia nacional fortes" antes do final do seu mandato

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 10/11/2017 13:58

O presidente filipino Rodrigo Duterte agradeceu nesta sexta-feira o russo Vladimir Putin pela entrega de armas russas às Filipinas em uma reunião à margem da cúpula anual do Fórum de Cooperação Econômica Ásia-Pacífico (APEC) no Vietnã.



"Em nome do povo filipino, gostaria de expressar um reconhecimento especial pela assistência oportuna que a Rússia nos forneceu ao entregar caminhões e armas", declarou Duterte, de acordo com declarações traduzidas para o russo, no início do encontro com o presidente Putin.

"Isso é realmente essencial para que possamos completar nossas reservas", em um contexto em que o exército filipino combate os seguidores do grupo extremista Estado Islâmico (EI) no sul do país, explicou. "Nós nunca vamos esquecer isso".

"Os militares filipinos admiraram as armas que a Rússia nos entregou, armas de alta precisão", disse Duterte.

O presidente filipino assegurou a ainda o seu "sonho de criar forças armadas e uma polícia nacional fortes" antes do final do seu mandato.

 

Leia mais notícias em Mundo

 

"Minha primeira ideia era comprar armas dos Estados Unidos", explicou. Washington tem desempenhado um papel protetor das Filipinas há décadas, uma vez que ambos os países estão unidos por um tratado de defesa mútua.

"Mas como o Congresso e o presidente têm o mesmo poder nos Estados Unidos, não seria fácil", disse Duterte.

Desde a sua chegada ao poder no final de junho de 2016, Rodrigo Duterte, que considera Putin como um "herói", tentou mudar radicalmente a política externa do país, dirigindo-a mais para a China e para a Rússia e virando as costas para Washington, seu aliado tradicional.

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.