Indefinição eleitoral provoca caos em Honduras

Hernández, que busca uma polêmica reeleição com o Partido Nacional, lidera contra 42,92% dos votos, contra 41,42% para Nasralla, candidato da esquerda

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 01/12/2017 20:17

A polícia revelou que entre quinta (30/11) e sexta-feira (1/12) que foram detidas 50 pessoas que participavam de saques a lojas na capital e em San Pedro Sula.

"Provocaram atos de vandalismo, roubaram, atentaram contra a segurança dos clientes e dos colaboradores de diversos negócios", denunciou o presidente da Câmara de Comércio do norte do país, Rafael Medina. 


Com 94,31% das urnas apuradas, Hernández, que busca uma polêmica reeleição com o Partido Nacional, lidera contra 42,92% dos votos, contra 41,42% para Nasralla, candidato da esquerda.

O presidente do Tribunal Supremo Eleitoral (TSE), David Matamoros, revelou na noite de quinta-feira que o organismo iniciaria uma "apuração especial" de 1.031 atas com inconsistências, na presença dos delegados dos partidos, para garantir a transparência.

"Não vamos fazer mais anúncios até o fim do processo de revisão das atas", anunciou Matamoros.
 

A missão de observadores da Organização dos Estados Americanos (OEA) pediu, em uma nota enviada ao presidente do TSE, "o processamento de todas as atas" e a uma garantia de "absoluta transparência" da apuração.

Hernández, de 49 anos, busca um segundo mandato amparado por uma decisão da justiça, apesar da Constituição proibir a reeleição em Honduras.

Nasralla, de 64 anos e sem experiência política, representa a Aliança Opositora, bloco de esquerda liderado pelo ex-presidente Manuel Zelaya.
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.