Colômbia: negociador do governo junto à guerrilha do ELN deixará o cargo

O ex-ministro deu por concluído seu ciclo e pediu ao presidente que seja substituído para se ocupar de assuntos pessoais

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 04/12/2017 12:48

Bogotá, Colômbia - O negociador de paz do governo colombiano junto à guerrilha do Exército de Libertação Nacional (ELN), Juan Camilo Restrepo, anunciou nesta segunda-feira que deixará o cargo no início de 2018, quando conclui a trégua acertada com esta guerrilha em Quito.

Ele solicitou ao presidente Juan Manuel Santos que o libere das responsabilidades como chefe da equipe de negociação, segundo informou o próprio Restrepo à Caracol Radio.

O ex-ministro deu por concluído seu ciclo e pediu ao presidente que seja substituído para se ocupar de assuntos pessoais.

Designado no final de outubro de 2016, Restrepo negocia desde fevereiro um acordo de paz com o LN, a última guerrieira reconhecida pelo governo.

"Considero que meu ciclo frente à equipe de negociação com o ELN está se encerrando, e estou há um ano e meio à frente dessas negociações que não são fáceis, mas se mantêm e apresentam avanços", afirmou.

Restrepo alcançou a primeira trégua bilateral com o ELN desde que esse grupo pegou em armas em 1964. 

O cessar-fogo, que teve início em 1o. de outubro, conclui em 9 de janeiro e as partes se comprometeram em avaliar uma prorrogação.
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.