Especial Publicitário - BRB

Banco de Brasília comemora 50 anos cada vez mais próximo dos brasilienses

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 06/09/2016 12:39 / atualizado em 06/09/2016 16:42

Em setembro, o Banco de Brasília S.A. (BRB) comemora seu aniversário de 50 anos com a substituição de todo o parque de máquinas de autoatendimento e a disponibilização, em breve, da nova versão do seu aplicativo Mobile. O banco desenvolveu também a campanha “a nossa história é a sua”, para lembrar a população brasiliense que sempre esteve perto e presente dos projetos da cidade e que cresceu com Brasília, fazendo parte do seu crescimento.

Monique RenneEspecial para o CB
O BRB é uma sociedade de economia mista, da qual o Governo do Distrito Federal possui 96,85% das ações e que apoia diversos projetos voltados à cultura, ao esporte, ao empreendedorismo e ao fomento da economia local. Marcelo Martins, 43, é contador na WM Contadores e cliente do BRB há 25 anos. Ele já teve diversas experiências com outros bancos, porém nunca deixou de ter sua conta e acompanhar a evolução, principalmente tecnológica, do banco. “Um dos privilégios de ser um banco regional é o relacionamento mais próximo com os gerentes e não podemos esquecer da sala VIP do aeroporto de Brasília”, completa.

O presidente Vasco Gonçalves acredita que o banco está se tornando cada dia mais competitivo e sustentável, principalmente através do meio digital: "estes 50 anos marcam a história da Instituição. Acredito, ainda, ser apenas o começo da construção de uma instituição financeira ainda mais sólida e de um banco público visto como referência pelos clientes e usuários", destaca. Conheça um pouco mais sobre a história do banco e também sobre os programas de mais destaque: o projeto de educação financeira e o Culturarte.

HISTÓRIA


A Instituição foi criada no dia 10 de dezembro de 1964, por meio da Lei Federal nº 4.545. No entanto, a autorização para funcionar, concedida pelo Banco Central do Brasil, veio apenas em 1966. Desde o início, seu maior objetivo era conseguir possibilitar a captação de recursos para o desenvolvimento do Distrito Federal, o que ocorreu a partir de 1991, quando passou a atuar como agente financeiro e banco múltiplo, operando com as carteiras comerciais, câmbio, desenvolvimento e imobiliária.

Arquivo GDF/Divulgação

Hoje, o BRB possui 125 pontos de atendimento e 225 lojas de conveniência, que cobrem toda a região do Distrito Federal e entorno, além de outras cinco capitais: Campo Grande, Cuiabá, Goiânia, Rio de Janeiro e São Paulo. Essa rede inclui unidades administrativas do Governo Federal, como hospitais, quartéis da Policia Militar, Bombeiros e Unidades da Administração das Secretarias. Gustavo Marques, 59, é cliente desde 1986, quando ingressou no Tribunal de Contas do DF e precisou abrir uma conta. Ele afirma que o grande diferencial do BRB para os outros bancos é a rapidez nos momentos de necessidade: “Tenho crédito pré-aprovado, consigo aumentar os limites com rapidez, tenho relacionamento direto e rápido com o meu gerente. É uma relação de confiança com a instituição e de amizade com os funcionários”, completa.

Além disso, o banco consolidou a posição de financiador do agronegócio da agricultura familiar e do desenvolvimento da economia local, a partir de projetos como Crédito Rural, Crédito Agronegócio e o Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf). Outros programas como Crédito Construção Civil e Crédito Reforma apoiam a construção de imóveis por todas as localidades do DF. O BRB também dá suporte a projetos de microcrédito e microfinanças, além de fornecer bolsas sociais como Jovem de Futuro, Bolsa Atleta, Fábrica Social, Mestres do Saber, Cartão Material Escolar, Bolsa Escola e Bolsa Social, Auxílio Vulnerabilidade e DF Alfabetizado; incentivando a inclusão social, e auxiliando na geração de empregos.

Arquivo Pessoal

Janine Brito, 52, e Luiz Alberto Filho, 35, são herdeiros da empresa Ferragens Pinheiro e, consequentemente, de um relacionamento financeiro com o BRB. Janine é diretora executiva e explica que optou por manter a relação com o banco por ele ter acompanhado tudo desde o começo, quando as coisas eram mais difíceis. “Como o banco sempre nos atendeu em nossas demandas, fomos estreitando os laços e permanecemos satisfeitos com os serviços que nos prestam”, explica. Luiz, gerente administrativo e financeiro, completa: “Tivemos o apoio nas ampliações e reformas da matriz, na criação da nossa indústria e também na construção da nossa filial. As linhas de crédito disponibilizadas eram atraentes, com boas taxas, pouca burocracia e um ótimo assessoramento dos gerentes em todas as operações.”

Iniciativas relacionadas ao Esporte, Cultura e Bem-estar também são amplamente apoiadas. No último ano, o banco trouxe o grupo de teatro Melhores do Mundo e o Balé Russo para Brasília, além dos músicos Caetano Veloso, Maria Gadú, Vanessa da Mata, Maria Rita, Bell Marques, Bruno e Marrone, Djavan, Ney Matogrosso, Zezé Di Camargo e Luciano, Chitãozinho e Xororó, Nando Reis, Sérgio Reis e Renato Teixeira. Os shows do Na Praia, a Expo Hip Hop Brasil, o Porão do Rock e os Festivais de Brasília do Cinema Brasileiro também recebem participação financeira do BRB. No âmbito dos esportes, os campeonatos de Basquete do Distrito Federal, o Stock Car, o Campeonato Brasiliense de Futebol da 1ª divisão e as Finais Copa Candanga e Copa Candanguinha & All Star Futsal – O jogo das Estrelas, foram todos patrocinados.

Divulgação


Divulgação

EDUCAÇÃO FINANCEIRA


O projeto de educação financeira do BRB funciona desde 2012 e tem como objetivo ensinar funcionários públicos, clientes, jovens e crianças a utilizarem o crédito consciente. Por meio de palestras gratuitas com linguagem adequada para cada faixa etária, o banco explica a esses públicos os três pilares do processo: como gastar, como poupar e como investir. Ao todo, já foram ministradas cerca de 700 palestras, atendendo a mais de 23 mil pessoas, tratando sobre a importância de gerir bem os recursos, de investir de maneira inteligente e de administrar com consciência as dívidas.
Divulgação


O superintendente de marketing do BRB, José Antônio Mendes Fernandes conta que foi preparada uma cartilha on-line para os clientes com informações simples de como organizar sua vida financeira e que, em breve, estará disponível no site do BRB.

CULTURARTE

Pedro Ventura/Divulgação

Criado no ano passado, o projeto Culturarte BRB tem como objetivo dar maior capilaridade aos investimentos em patrocínio, ou seja, aumentar sua abrangência nos mercados de atuação, proporcionar mais ações de relacionamento junto a clientes e promover a marca BRB junto a população do DF e entorno de forma positiva. Desta forma, apoia manifestações artísticas variadas, como a música, a dança, o teatro e o cinema, levando arte e entretenimento à população de Brasília, ao mesmo tempo em que disponibiliza benefícios para correntistas, como pré-venda exclusiva, descontos e sorteios.

As atrações que contam com o apoio do Culturarte são escolhidas conforme critérios de representatividade e relevância para a cultura local, de preferência que atinjam diversos públicos e a diversas faixas etárias. No total, o programa já proporcionou a realização de ação de relacionamento com mais de 6600 clientes e potenciais clientes do BRB e atingiram diretamente um público superior a 1,2 milhão de pessoas do DF e entorno.

Todas essas ações do BRB são motivadas por um único objetivo: ter uma relação cada vez mais direta com seus clientes, aproveitando os desenvolvimentos tecnológicos no campo digital para aumentar a competitividade e desenvolver produtos e serviços mais sustentáveis. Aos próximos 50 anos, o banco destina a meta de construir uma instituição financeira cada vez mais sólida, vista como referência pelos clientes e usuários.
Tags: brb
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.
 
antonio
antonio - 12 de Setembro às 09:26
Eu vou comemorar quando nos servidores ficarmos livre desse banco.
 
Ana
Ana - 10 de Setembro às 01:52
O brb é o pior banco que existe.Com a greve dos bancários esse banquinho não disponibiliza envelopes para depositos.Todos os outros bancos estão mantendo ,mesmo em greve.