Creche de Janaúba onde vigia matou crianças queimadas será demolida

Sobe para nove o número de óbitos no incêndio de creche em Janaúba (MG). A sexta-feira foi dia de enterrarvítimas da barbárie. Laudo psicológico aponta que vigia tinha consciência e planejou com cuidado o massacre

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 07/10/2017 08:00 / atualizado em 07/10/2017 08:25

Polícia Militar/Divulgação


Janaúba (MG)
— O prédio da creche Gente Inocente será demolido e dará lugar a um outro, com aspecto moderno. O anúncio foi feito ontem pelo prefeito de Janaúba, Carlos Isaildo Mendes (PSDB). “O novo prédio será totalmente descaracterizado do atual. Queremos que as crianças apaguem da memória a triste imagem do que ocorreu ali”, afirmou.


A creche foi interditada ontem pelo Corpo de Bombeiros. De manhã, funcionários da Secretaria de Educação da cidade estiveram no local e recolheram materiais e objetos das crianças, incluindo mochilas e brinquedos. Também foram retirados móveis, utensílios e equipamentos.

Na vistoria feita pelo Corpo de Bombeiros ficou constatado que o fogo abalou a estrutura do imóvel e que o local não conta com um sistema de proteção contra incêndio. “Vamos fazer um levantamento para mudar isso e instalar sistemas de proteção contra incêndios em escolas e prédios públicos”, disse o prefeito.

Mendes não precisou quando a prefeitura vai reconstruir a creche, que atendia 75 crianças. Temporariamente, elas serão encaminhadas para outras unidades de ensino. O prefeito adiantou que o dono de uma construtora de Montes Claros se prontificou a mobilizar a sociedade para fazer doação em prol da obra. A prefeitura também recebeu contato da direção da Associação Brasileira dos Fabricantes de Brinquedos (Abrinq) se oferecendo para contribuir com a construção.

O governador Fernando Pimentel prometeu ajuda na recuperação dos danos causados pelo incêndio e para assistência à população.
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.