Politica

Desfalque no Tribunal Regional do Trabalho chegou a R$ 22,5 milhões

postado em 20/06/2012 07:36
Magistrada Elaine Vasconcelos (E) entrega relatório do TRT à delegada Fernanda Oliveira

O Tribunal Regional do Trabalho (TRT) da 10; Região concluiu que a ex-servidora Márcia de Fátima Pereira da Silva e Vieira desviou um volume total de R$ 22,5 milhões de depósitos judiciais. As apurações internas relativas ao caso foram encerradas nesta semana pelo juiz substituto da 2; Vara de Trabalho de Brasília, Acélio Ricardo Vales Leite. Ontem, a presidente do TRT, desembargadora Elaine Machado Vasconcelos, entregou o relatório final à delegada da Polícia Federal responsável pelas investigações, Fernanda Oliveira. Ao longo da apuração, cerca de 3 mil processos da 2; Vara ; em que Márcia atuava ; foram apreciados. No fim, o juiz Acélio verificou irregularidades em mais de 100. ;Foram 110 processos com fraudes identificadas e comprovadas;, frisou a presidente do TRT. ;Com a entrega do relatório final, as investigações terão prosseguimento na Polícia Federal;, completou Elaine.

Leia mais notícias em Política

Fraudes foram denunciadas pelo Correio em dezembro

Segundo o juiz que conduziu a devassa nos processos, os desvios chegaram à casa de R$ 20,2 milhões. Ele ponderou, porém, que o total subiu para R$ 22,5 milhões após o cálculo de atualização dos valores. ;A senhora terá mais subsídio para ampliar o inquérito;, alertou a presidente do TRT à delegada do caso. Fernanda Oliveira afirmou ao Correio que concluirá as investigações em até 30 dias. A PF já havia encerrado, em janeiro, as apurações relativas a um primeiro inquérito, que se refere aos desvios ocorridos ao longo de 2011, que somaram R$ 5,5 milhões. Na época, a denúncia contra Márcia, o marido dela, a mãe e o irmão da ex-servidora foi apresentada pelo Ministério Público e aceita pela Justiça Federal, que ainda não marcou data para julgar o caso.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação