política
  • (2) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Viagens de Dilma não são antecipação de campanha, diz Gilberto Carvalho Ministro disse que a presidenta viajou mais no terceiro ano de mandato porque há mais entregas a fazer

Agência Brasil

Publicação: 06/12/2013 14:50 Atualização: 06/12/2013 15:00

Ministro-chefe da Secretaria da Presidência da República, Gilberto Carvalho (centro), com Presidente Dilma Rousseff (esquerda) e o ministro da Agricultura, Antônio Andrade (direita) (Iano Andrade/CB/D.A Press)
Ministro-chefe da Secretaria da Presidência da República, Gilberto Carvalho (centro), com Presidente Dilma Rousseff (esquerda) e o ministro da Agricultura, Antônio Andrade (direita)

O ministro-chefe da Secretaria-Geral da Presidência, Gilberto Carvalho, disse nesta sexta-feira (6/12) que a intensificação das viagens da presidenta Dilma Rousseff este ano não é antecipação da campanha eleitoral de 2014. Gilberto disse que a presidenta viajou mais no terceiro ano de mandato porque há mais entregas a fazer, dos projetos iniciados no começo de seu mandato, para ouvir pessoas e ver o que está sendo feito in loco.

“Foi graças às viagens do ex-presidente Lula - considerado uma pessoa que não gostava de trabalhar, que gostava de viajar, que nós conseguimos transformar tanta coisa no país. Ninguém pode ficar aqui nesta redoma de vidro, apenas recebendo informações intermediárias. É muito importante o contato com as pessoas”, disse o ministro após participar, no Planalto do Planalto, do Encontro do Movimento Paz & Proteção, promovido pela Unicef em parceria com a Secretaria-Geral e a Secretaria de Direitos Humanos da Presidência.

O ministro disse que a presidenta Dilma também já foi criticada por não fazer política nem cultivar relações. “O que ela está fazendo é buscar reforçar esta base aliada. O problema é que tudo o que é feito no governo quando se aproxima uma eleição é visto sempre como uma coisa eleitoral. Você tem que trabalhar, tem que governar e tem que fazer política”.

Leia mais notícias em Política

Carvalho informou que os locais para onde a presidenta viaja são definidos de acordo com o cronograma de conclusão das obras entregues e dos convites recebidos, e não porque há um candidato aliado ou adversário na região. “Não é assim que funciona. O governo age em função de uma lógica que muitas vezes é demandada pelos estados e insisto, pelos cronograma de obra que você vai inaugurando”.

Esta matéria tem: (2) comentários

Autor: Paulo Costa
Faço uma sugestão para uma viagem internacional de nossa Presidenta: o Panamá, para tentar junto à Truston International Inc que o Grupo se associe ao Programa "Mais Emprego" do Governo PeTralha. | Denuncie |

Autor: Leonardo Victor
E VIVA AO PT E AO LIVRE PROVIMENTO. | Denuncie |

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »
Termos de uso

Envie sua história e faça parte da rede de conteúdo dos Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.