política
  • (4) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Preso, Valdemar Costa Neto está perto de ser expulso do Iate Clube Estatuto do clube mais tradicional de Brasília proíbe sócios condenados por crime doloso transitado em julgado

Leandro Kleber

Publicação: 08/12/2013 08:00 Atualização: 08/12/2013 11:25

 (Zuleika de Souza/CB/D.A Press - 14/10/12)


Após renunciar ao mandato parlamentar na última quinta-feira para escapar da cassação na Câmara por ter sido preso por corrupção ativa e lavagem de dinheiro no processo do mensalão, o ex-deputado Valdemar Costa Neto (PR-SP) deverá perder mais um privilégio. Pelo estatuto do Iate Clube, do qual ele é sócio-proprietário, “quem tiver sido condenado por crime doloso em sentença judicial transitada em julgado” (processo concluído) perderá, definitivamente, os direitos estatutários por “justa causa”. É o caso de Valdemar, que cumpre pena inicial de 7 anos e 10 meses de prisão, determinada pelos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF), no Complexo Penitenciário da Papuda.

O político era frequentador assíduo do espaço recreativo, um dos mais disputados da cidade. Ele costumava fazer caminhadas matinais pela área do clube aos fins de semana, ao lado da mulher, e ainda participava da concorrida aula de pilates, na academia. Pelo estatuto, Valdemar poderá transferir o título patrimonial a quem quiser. Hoje, o preço de um título desses no mercado particular pode chegar a R$ 100 mil.

Leia mais notícias de Política

Apesar de a regra estar expressa no estatuto, a decisão de expulsar ou não o político ainda terá de ser tomada pelo Conselho Deliberativo do Iate. O comodoro, Júlio Itacaramby, disse que o assunto vai ser tratado pelo colegiado, respeitado o “amplo direito de defesa do associado”. O tema foi levado à diretoria pela ONG Contas Abertas, entidade que fiscaliza o uso de recursos públicos. A ONG já havia feito uma consulta junto ao comodoro interino do clube, Geraldo Brindeiro, que assumiu temporariamente o cargo em meio a uma disputa judicial travada pelas chapas que empataram na quantidade de votos na última eleição realizada pelo clube para a formação da diretoria.

A matéria completa está disponível aqui, para assinantes. Para assinar, clique aqui.

Esta matéria tem: (4) comentários

Autor: Cesar Mendonça
Brasileiros e os seus "luxos" herdados dos portugueses...tsc tsc tsc...por isso que esse país não vai pra frente, cheio de frescurinha e nhe nhe nhe. Enquanto isso, corrupcao, fome, violencia, drogas, etc...e alguns preocupados, com "sociedade em Iate Clube", leva o título no caixão quando morrer! | Denuncie |

Autor: wagner costa
Uma pergunta:Paulo César Timponi foi excluído do clube pela morte daquelas três mulheres na ponte JK em 2007 ? Deixa eu adivinhar, como ele foi solto depois de 5 meses preso pelo fato do crime ter deixado de ser doloso e passado a culposo,nada aconteceu,acertei!? | Denuncie |

Autor: Fábio Leal
Um clube que tem mais moralidade que o imoral Congresso Nacional! Isso é Brasil!!! | Denuncie |

Autor: RICARDO MATIAS
EU QUERO VER QUANDO TIVEREM QUE EXPULSAR OS MENSALEIROS DO DEM- BRASÍLIA. DUVIDO QUE IRÃO TER A MESMA AGILIDADE. | Denuncie |

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »
Termos de uso

Envie sua história e faça parte da rede de conteúdo dos Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.