política
  • (2) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Quase 107 milhões de votos são disputados por pré-candidatos à presidência Presidenciáveis enfrentam cenários turbulentos nas joias da coroa, os 10 estados mais populosos que concentram 76% do eleitorado nacional. Governado pelo PSDB há 20 anos, São Paulo é o local mais disputado

Paulo de Tarso Lyra - Correio Braziliense

Publicação: 22/12/2013 07:30 Atualização: 21/12/2013 22:34

Dos 140 milhões de eleitores confirmados pelo Tribunal Superior Eleitoral, quase 107 milhões estão concentrados em 10 colégios eleitorais, as joias da coroa para os pré-candidatos a presidente da República em 2014. Três deles estão no Sudeste (São Paulo, Minas Gerais e Rio de Janeiro); três no Nordeste (Bahia, Pernambuco e Ceará); os três do Sul (Rio Grande do Sul, Paraná e Santa Catarina); e um no Norte, o Pará. E nenhum dos três principais nomes na corrida ao Planalto tem situação segura nos maiores conglomerados eleitorais brasileiros.

A principal disputa, sem dúvida, é São Paulo, estado dominado pelo PSDB há 20 anos. O governador Geraldo Alckmin tenta a reeleição e mantém uma situação confortável, com pouco mais de 40% das intenções de voto. É palanque certo para Aécio, principalmente depois que o ex-governador José Serra desistiu da disputa presidencial. “Não há como negar que o Aécio está mais leve. Agora, é colocar a campanha na rua e fazê-la pegar na veia da população”, declarou o presidente do Instituto Teotônio Vilela, deputado Sérgio Guerra (PE).

O ministro da Saúde, Alexandre Padilha (PT), já não esconde que o desejo é estar na campanha. Como a reforma ministerial ainda não foi feita, as caminhadas pelo interior do estado — onde o PT é mais fraco — estão restritas aos fins de semana. Petistas e tucanos também acompanham, de perto, com certo incômodo, as movimentações do peemedebista Paulo Skaff. Apesar de ser outro aliado da presidente, ele comprou briga com as duas legendas que polarizam a eleição nacional. Para o PT, a queixa é sobre os ataques de Skaff ao reajuste do IPTU. Para o PSDB, a reclamação é de que o presidente da Fiesp está utilizando o espaço de publicidade da entidade que preside para roubar uma bandeira levantada pelo PSDB na Câmara Municipal. “Skaff tem que chegar a 25 ou 26% nas intenções de voto (por enquanto tem 17%) se quiser ter chances reais”, diagnosticou o presidente nacional do PMDB, senador Valdir Raupp (RO).

A matéria completa está disponível aqui, para assinantes. Para assinar, clique aqui

Esta matéria tem: (2) comentários

Autor: Sidrach morais
Amigos, eu não vou revelar o meu voto, mas adianto, sem medo de errar, que JAMAIS votarei em nenhum candidato do PT, seja ele governador, presidente da república, deputado ou senador. PT nunca mais. Agora, concordo com o pensamento de João Batista. FORA os corruptos e cadeia para todos eles. | Denuncie |

Autor: João Batista Martins
LIMPEZA GERAL EM 2014. Em 2014 os eleitores tem que eliminar todos políticos corruptos. | Denuncie |

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »
Termos de uso

Envie sua história e faça parte da rede de conteúdo dos Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.