política
  • (7) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Entidade coleta assinaturas para proposta de reforma política Em pouco mais de quatro meses o Movimento de Combate à Corrupção Eleitoral (MCCE) já recolheu 300 mil assinaturas

Alice Maciel

Publicação: 25/01/2014 07:44 Atualização:


Vassouras fincadas no gramado do Congresso: protesto de janeiro do ano passado cobrava transparência na política (Janine Moraes/CB/D.A Press - 30/1/13)
Vassouras fincadas no gramado do Congresso: protesto de janeiro do ano passado cobrava transparência na política


Um projeto de lei de iniciativa popular sobre a reforma política, que, entre as principais mudanças, propõe o fim da doação de empresas nas campanhas eleitorais, será encaminhado ao Congresso em agosto. A previsão é do Movimento de Combate à Corrupção Eleitoral (MCCE) — idealizador da Lei da Ficha Limpa — que, em pouco mais de quatro meses desde o lançamento da iniciativa, já recolheu 300 mil assinaturas. O cálculo considera apenas as virtuais, sem levar em conta as firmas recolhidas em papel, ainda não contabilizadas. A meta é conseguir o apoio de 1,5 milhão de eleitores, número necessário para a proposta tramitar no legislativo federal.

Apesar do otimismo, a diretora da Secretaria Executiva do MCCE, Jovita José Rosa, observa que é mais difícil conseguir assinaturas para a reforma política do que foi para a Ficha Limpa. “Não é tão fácil convencer as pessoas da necessidade de financiamento público como a de barrar corruptos na eleição. A gente precisa de um tempo maior para explicar a proposta à população”, ressaltou.

Ao mesmo tempo, a entidade conta com o respaldo popular, uma vez que a reforma política foi uma das reivindicações das ruas nos protestos de junho do ano passado. “As manifestações que o povo brasileiro, em particular a juventude, vem realizando são uma demonstração cabal da aspiração em liquidar com a corrupção e aprofundar o processo democrático no país”, diz o MCCE em manifesto.

A matéria completa está disponível aqui, para assinantes. Para assinar, clique aqui.
Tags:

Esta matéria tem: (7) comentários

Autor: Edivan Carvalho
Artigo 5.º da Constituição federal: III - ninguém será submetido a tortura nem a tratamento desumano ou degradante; XLVII - não haverá penas: a) de morte, salvo em caso de guerra declarada, nos termos do art. 84, XIX; b) de caráter perpétuo; c) de trabalhos forçados; d) de banimento; e) cruéis; XLVII | Denuncie |

Autor: Edivan Carvalho
A inimputabilidade de menores de 18 anos (artigo 27 do Código Penal: Decreto-Lei nº 2.848, de 07.12.1940) existe há mais de 73 anos e talvez fosse adequada para aquela época. Mas, depois de tanto tempo, com a realidade sociocultural e cibernética dos tempos atuais, é inadmissível manter essa regra. E | Denuncie |

Autor: Edivan Carvalho
MEDIDAS URGENTES 1. permitir propaganda eleitoral em rádio e TV somente ao vivo, sem produção de agências de publicidade; 2. reduzir o período de propaganda eleitoral para, no máximo, 30 dias corridos; 3. proibir a divulgação de pesquisas eleitorais; 4. reduzir a quantidade mínima de assinaturas pa | Denuncie |

Autor: raimundo ribeiro
Rafa Alves você acertou em cheio esse assunto sim tem que ser debatido urgentemente o Código Penal Brasileiro precisa ser reformado para incluir trabalhos forçados, prisão agrícola e outras penas que ensinem ao criminoso o valor que o trabalhador tem. | Denuncie |

Autor: JOSÉ COSTA
O Congresso Brasileiro desmoralizado deveria fazer uma lei para fechar suas portas. Melhor mesmo que a iniciativa popular legisle, porque, as duas casas não cuidam das questões importantes, ficam mesmo nas superficialidades que lhes são convenientes. | Denuncie |

Autor: Rafa Alves
Uma nova Constituição Federal é a única forma de realmente se mudar este país! Tem de ser debatida a pena de morte, a prisão perpétua, fim de idade para punição criminal, diminuir o nº de Deputados e Senadores, e acabar com reeleição para o Legislativo e p/ o Executivo! Mandato d 4 anos p/ Senador! | Denuncie |

Autor: Thales Carvalho
Financiamento público exclusivo de campanha significa, caro leitor, que os seus impostos irão parar na conta do PT, PSDB, PSTU, PCO, independente de você gostar ou não desses partidos. NÃO ASSINE ISSO! | Denuncie |

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »
Termos de uso

Envie sua história e faça parte da rede de conteúdo dos Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.

PUBLICIDADE



  • Últimas notícias
  • Mais acessadas