política
  • (2) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Vereador de Minas Gerais comemora aniversário com show para 1,5 mil pessoas Cassado em 2008 por abuso de poder econômico, o vereador Wellington Magalhães enalteceu políticos convidados durante a festa

Alessandra Mello

Publicação: 10/02/2014 10:53 Atualização:

O vereador Wellington Magalhães (PTN) comemorou nesse domingo seu aniversário de 47 anos com uma festa para 1,5 mil convidados em um bufê na Região Oeste de Belo Horizonte. A comemoração foi regada a chope, refrigerante, arroz, tropeiro, churrasco, macarrão na chapa e petiscos. Tudo à vontade e com fartura para os convidados, que receberam em casa ou das mãos dos cabos eleitorais e assessores do vereador uma fitinha verde onde se lia “aniversário Wellington Magalhães”. Presa ao pulso, ela dava acesso ao evento. Mesmo sem ela era fácil entrar na festa. Os seguranças tinham uma planilha com o nome de todos os convidados, mas a fila de pessoas do lado de fora era tão grande que a lista acabou deixada de lado e a entrada foi praticamente liberada.

No palco da festa, montado para a o show de uma banda mineira, conhecida por suas apresentações em bailes de formatura, estavam, além do vereador, o secretário de Governo Danilo de Castro (PSDB), seu filho, o deputado federal Rodrigo de Castro (PSDB), e o pré-candidato ao Palácio Tiradentes, Pimenta da Veiga (PSDB), chamado por Wellington de “futuro governador de Minas Gerais”. Wellington estuda sair candidato a deputado estadual ou lançar o nome da irmã, Arlete Magalhães (PP), caso enfrente problemas com a Justiça. Ele foi cassado, em segunda instância, por abuso de poder econômico nas eleições de 2008, mas na disputa de 2012 conseguiu autorização do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) para disputar e acabou se reelegendo vereador.

Comemoração com comida e bebida liberadas teve banda e telões com fotos do vereador, que estuda se candidatar a deputado estadual (Alessandra Mello/EM/DA Press)
Comemoração com comida e bebida liberadas teve banda e telões com fotos do vereador, que estuda se candidatar a deputado estadual


Ao lado do palco, dois telões exibiam fotos do vereador, que é vice-presidente da Câmara, e também um cartaz com seu nome, igual ao usado pelo parlamentar na divulgação do seu mandato. Uma foto enorme do vereador também foi colocada na entrada do salão de festas. Além da comida e da bebida, os convidados, principalmente as crianças, receberam máscaras e adereços de carnaval.

No salão, foi montado um espaço vip só para políticos e amigos mais próximos do vereador. Somente neste espaço havia garçons e era servido uísque. No restante do ambiente da festa foram montados estandes e mesas para distribuição de bebida e comida. Petiscos também eram feitos na hora, em grandes chapas. Alguns convidados levaram a família inteira para a festa, que terminou por volta das 18h.

Festeiro

O vereador é conhecido por atrair eleitores para megaeventos com comida e bebida e música de graça. Em fevereiro de 2008, quando disputava a reeleição, ele fechou duas pistas ao longo de quatro quarteirões da Avenida Américo Vespúcio, na Região Noroeste, sua base eleitoral, em torno de um showmício com o cantor Eduardo Costa, que foi encerrado com o apoteótico parabéns e a distribuição de camisetas amarelo-fosforescente, com o recado: “Wellington Magalhães. Este faz!”. Na época ele foi foi multado em R$ 53.205 por propaganda eleitoral extemporânea.

No ano seguinte, de olho em uma vaga na Assemblea Legislativa, ele tentou promover um nova festa de aniversário, desta vez em março. No entanto, um percalço atrapalhou a comemoração. Alegando não haver condições para a realização da festa, que teria a apresentação do cantor sertanejo Leonardo, o Ministério Público obteve na Justiça liminar impedindo o show.

Ano passado, o vereador promoveu mais uma festa para seus eleitores, desta vez em homenagem ao Dia das Mães. A comemoração foi realizada em um clube no Bairro Santo André, Região Noroeste de Belo Horizonte, com direito a show da dupla sertaneja Zezé di Camargo e Luciano.

Procurado pela reportagem, o vereador Wellington Magalhães preferiu não falar sobre a festa.

Esta matéria tem: (2) comentários

Autor: cleverson jose de souza souza
Será que o dinheiro é dele? | Denuncie |

Autor: joaquim pereira
O povo brasileiro precisa aprender que NINGUÉM dá nada de graça. Um almoço, uma camiseta ou qualquer favor vindo principalmente de um de um político, pode e vai lhe custar muito caro. | Denuncie |

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »
Termos de uso

Envie sua história e faça parte da rede de conteúdo dos Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.

PUBLICIDADE



  • Últimas notícias
  • Mais acessadas