política
  • (7) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Comissão da Verdade pede a Dilma que mude versão oficial sobre morte de JK Desde o ano passado, a comissão tem investigado a morte de Juscelino e concluiu que a versão oficial sobre a morte do ex-presidente foi "forjada" durante a ditadura militar

Agência Brasil

Publicação: 06/03/2014 20:36 Atualização: 06/03/2014 20:41

Um relatório sobre a morte do ex-presidente, produzido pela comissão e com a conclusão de que ele foi assassinado (Ronaldo Moraes)
Um relatório sobre a morte do ex-presidente, produzido pela comissão e com a conclusão de que ele foi assassinado

A Comissão Municipal da Verdade de São Paulo encaminhou nesta quinta-feira (6/3) um ofício à presidenta da República, Dilma Rousseff, pedindo para que seja atribuída à ditadura militar a responsabilidade pela morte do ex-presidente Juscelino Kubitschek. Desde o ano passado, a comissão tem investigado a morte de Juscelino e concluiu que a versão oficial sobre a morte do ex-presidente foi “forjada” durante a ditadura militar.

A versão oficial diz que JK morreu em agosto de 1976 em um acidente de carro na Rodovia Presidente Dutra, quando o carro em que estava colidiu com uma carreta após ter sido fechado por um ônibus. Após uma série de audiências durante o ano passado para investigar a morte do ex-presidente e de seu motorista, Geraldo Ribeiro, a comissão decidiu declarar, em dezembro, que Juscelino sofreu um atentado político e foi, na verdade, assassinado durante a ditadura militar.

Um relatório sobre a morte do ex-presidente, produzido pela comissão e com a conclusão de que ele foi assassinado, também foi encaminhado à presidenta Dilma. Além da presidenta, também receberam uma cópia do relatório o presidente do Supremo Tribunal Federal, Joaquim Barbosa; o presidente do Congresso Nacional, Renan Calheiros; o procurador-geral da República, Rodrigo Janot; e o coordenador da Comissão Nacional da Verdade Pedro Dallari.

Leia mais notícias em Política

"Juscelino Kubitschek não perdeu a vida em um simples acidente de trânsito, conforme alegaram as autoridades do período militar com base em perícias feitas em 1976 e mesmo as que vieram depois", disse o vereador Gilberto Natalini (PV), presidente da Comissão Municipal da Verdade, por meio de nota. "JK foi vítima de conspiração, complô e atentado político. Agora, queremos que as autoridades federais proclamem oficialmente o assassinato de JK, para que possamos alterar de uma vez por todas essa página vergonhosa de nossa história".

Esta matéria tem: (7) comentários

Autor: Paulo Costa
Mais uma piada desse Governicho do Partido das Trevas...Além de "assassinos" da saúde, da educação, da segurança pública, da moral e da ética, da economia, enfim, da "falência" de todos os setores...agora, tentam assassinar a história!!! | Denuncie |

Autor: Paulo Costa
Pq essa "Comissão" não aproveita o ensejo e "desvenda" a verdade sobre as mortes de Celso Daniel/Toninho? Pq não "desvenda" a verdade de absolvição pelo STF dos bandidos PeTralhas do crime de Formação de Quadrilha e o não indiciamento do Grande Chefe Barba? Essas verdades por acaso não interessam?? | Denuncie |

Autor: Paulo Costa
Por quais motivos não ouviram os peritos convidados para assessorar a Comissão Externa da Câmara, João Bosco e Raphael Martello , totalmente desvinculados do processo inicial, que, auxiliados por três outros peritos, confirmaram integralmente, 24 anos depois, a perícia original? | Denuncie |

Autor: Paulo Costa
Qual os motivos de não chamarem para depor o marido da neta de JK, o ex-deputado Paulo Octávio, que está absolutamente convicto de que foi um acidente? Por q não convidaram a Sra Maria de Lourdes, filha do motorista de JK, q, como advogada, considera primária a tese do tiro e assassinato? FARSA!!! | Denuncie |

Autor: Paulo de Tarso Souza
Sinceramente esta conclusão da Comissão da Verdade me surpreende,pois lendo tudo que saiu nos jornais e livros até agora estava convicto que a morte de Juscelino fora um acidente fatal. | Denuncie |

Autor: Tarcísio Silva
Prezada "Comichão": a presidenta deve se preoculpar é com o PRESENTE e não com o PASSADO. É ver a cruel realidade brasileira: tais como, a violência, fora de controle, e a corrupção que envergonham a todos os brasileiros. No mais, tudo parece ser cortina de fumaça! | Denuncie |

Autor: carlos cruz
Essa comissão da "meia verdade", deveria apurar TODOS os crimes do período. Os cometidos por terroristas e os por agentes do estado. Assim mostraria isenção e vontade de esclarecer fatos históricos. Essa do JK é uma piada de mau gosto. | Denuncie |

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »
Termos de uso

Envie sua história e faça parte da rede de conteúdo dos Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.

:: Publicidade



  • Últimas notícias
  • Mais acessadas