política
  • (2) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

PSDB diz que reunião de Dilma com Lula configura crime eleitoral Para o partido, houve um encontro político para debater a campanha à reeleição da presidenta Dilma

Agência Brasil

Publicação: 07/03/2014 18:36 Atualização:

O PSDB protocolou nesta sexta-feira (7/3) uma representação no Tribunal Superior Eleitoral (TSE), na qual questiona a reunião da presidente Dilma Rousseff com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e integrantes do PT, no Palácio da Alvorada, ocorrida na quarta-feira (5/3) à tarde. Para o partido, houve um encontro político para debater a campanha à reeleição da presidenta Dilma, o que configuraria crime eleitoral.

Também estavam no encontro o presidente nacional do PT, Rui Falcão; o marqueteiro João Santana; o ex-ministro da Comunicação Social, Franklin Martins; o presidente do PT-SP, Edinho Silva; além do ministro da Casa Civil, Aloizio Mercadante, e do chefe de gabinete da Presidência, Giles Azevedo.

Leia mais notícias em Política

O anúncio da representação foi feito nessa quinta-feira (6/3) pelo deputado Carlos Sampaio (SP). Nela, o PSDB questiona o uso da residência oficial, em horário de expediente, para o que o partido define como reunião eleitoral. O PSDB pede medida cautelar para impedir a “reiteração do uso da residência oficial da Presidência da República para atos de campanha eleitoral, de caráter público, até o julgamento final da presente ação” e o pagamento de multa de R$ 100 mil.

Segundo a representação, houve desrespeito ao artigo 73 da Lei 9.504, de 1997 (Lei Eleitoral), segundo o qual é proibido aos agentes públicos, servidores ou não, “ceder ou usar, em benefício de candidato, partido político ou coligação, bens móveis ou imóveis pertencentes à administração direta ou indireta da União, dos Estados, do Distrito Federal, dos Territórios e dos Municípios”. De acordo com o partido, a presença da presidenta Dilma, do ministro da Casa Civil, Aloizio Mercadante, e do chefe de Gabinete da Presidência da República, Giles Azevedo, no horário de expediente, desrespeita a legislação.

Esta matéria tem: (2) comentários

Autor: Jean Car
Isto é uma IMORALIDADE uma vergonha, governo sem noção entre o público e privado. | Denuncie |

Autor: danie rodrigues cruz
COM TANTOS AMIGOS NA JUSTIÇA COM CERTEZA O PARTIDO IRÁ CONSEGUIR MUITO...NÃO É A TOA QUE O ZÉ OVO ESTÁ LÁ... | Denuncie |

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »
Termos de uso

Envie sua história e faça parte da rede de conteúdo dos Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.



  • Últimas notícias
  • Mais acessadas