política
  • (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

EUA queriam impedir movimento de esquerda no Brasil, segundo documento Retirados do sigilo, documentos confirmam a participação da Casa Branca no golpe civil-militar de 1964

Tereza Cruvinel

Publicação: 25/03/2014 08:26 Atualização:

Embaixador dos Estados Unidos no Brasil, Lincoln Gordon (D), em reunião com o presidente Kennedy: informações alarmistas sobre 'avanço vermelho' (Reprodução/Google)
Embaixador dos Estados Unidos no Brasil, Lincoln Gordon (D), em reunião com o presidente Kennedy: informações alarmistas sobre "avanço vermelho"


A participação dos Estados Unidos na preparação e execução do golpe civil-militar de 1964, incluindo o envio de uma esquadra à costa brasileira, a Operação Brother Sam, pronta para uma intervenção militar caso houvesse resistência, só começou a ser confirmada 25 anos mais tarde, com a descoberta e posterior liberação de documentos americanos classificados como secretos ou sigilosos. Denúncias foram sempre desqualificadas como coisa de inimigos do regime.

No auge da Guerra Fria, com o mundo dividido entre o Ocidente capitalista liderado pelos Estados Unidos e o bloco socialista criado pela União Soviética, o Departamento de Estado e a Casa Branca foram convencidos de que o governo Goulart levaria o Brasil para o comunismo ou para uma “república sindicalista”. E, por isso, diz o historiador Carlos Fico, “estavam decididos a impedir, por todos os meios, que uma nova Cuba surgisse em sua área de influência”.

Leia mais notícias em Política

A matéria completa está disponível aqui, para assinantes. Para assinar, clique aqui.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »
Termos de uso

Envie sua história e faça parte da rede de conteúdo dos Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.

PUBLICIDADE



  • Últimas notícias
  • Mais acessadas