política
  • (3) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Senado aprova requerimento para ouvir Graça Foster e Lobão sobre refinaria Os senadores querem saber porque a Petrobras desembolsou um valor 30 vezes maior que o montante pago pela empresa belga Astra Oil

Agência Brasil

Publicação: 25/03/2014 12:38 Atualização:

Os senadores cobram explicações de Foster sobre declarações da presidente Dilma Rousseff de que um 'parecer falho' teria embasado a compra da refinaria. (Antonio Cruz /Agência Brasil)
Os senadores cobram explicações de Foster sobre declarações da presidente Dilma Rousseff de que um "parecer falho" teria embasado a compra da refinaria.


A presidente da Petrobras, Graça Foster, deve ir ao Senado prestar esclarecimentos sobre a aquisição, em 2006, pela estatal brasileira, de uma refinaria em Pasadena, no Texas (EUA). Após um acordo entre parlamentares governistas e de oposição o requerimento de convite foi aprovado nesta terça-feira (25/3) pelas comissões de Meio Ambiente, Defesa do Consumidor e de Fiscalização e Controle (CMA) e a de Assuntos Econômicos (CAE).

Os senadores querem saber porque a Petrobras desembolsou um valor 30 vezes maior que o montante pago pela empresa belga Astra Oil para adquirir a mesma refinaria, um ano antes. Os senadores também cobram explicações sobre declarações da presidente Dilma Rousseff de que um "parecer falho" teria embasado a compra da refinaria.

Leia mais notícias em Política

Outro requerimento aprovado pela CMA e pela CAE foi um convite ao ministro de Minas e Energia, Edison Lobão. Além de falar da compra refinaria, Lobão será questionado sobre relatório da consultoria PSR, apontando 20% de probabilidade de que o Brasil decrete racionamento de energia este ano. Os parlamentares querem esclarecer, ainda, notícias sobre problemas na Eletrobrás, como a queda do valor das ações da empresa.

Na Comissão de Meio Ambiente deverão ser votados na semana que vem outros dois requerimentos: um para convidar o ex-presidente da Petrobras, José Sérgio Gabrielli, e outro de convite ao ex-diretor da área internacional da Petrobras, Nestor Cerveró. Ele é apontado como o responsável pelo “parecer falho” que teria orientado o negócio.

Cerveró era o diretor, em 2006, quando a estatal comprou 50% da refinaria de Pasadena. Devido a suspeitas de superfaturamento, a transação, que resultou em um gasto total de US$ 1,18 bilhão para a Petrobras, é alvo de investigação do Tribunal de Contas da União (TCU), da Polícia Federal (PF) e do Ministério Público Federal (MPF). Caso outras comissões do Senado aprovem requerimentos para ouvir essas mesmas autoridades, a audiência será feita em conjunto.

Esta matéria tem: (3) comentários

Autor: danie rodrigues cruz
PROPINODUTO EM SÃO PAULO...É UMA VERGONHA NACIONAL...E SÓ DENUNCIARAM EXECUTIVOS OS GOVERNOS...DO PSDB SÃO BLINDADOS.SE FOSSEM PETISTAS ESTARIAM TODOS PRESOS...COM ORDEM DA JUSTIÇA...PRECISAMOS DE REVER A JUSTIÇA DO BRASIL...NÃO SERVE PARA O POVO. | Denuncie |

Autor: Domingos Cabral
Por que partidos se mostram reticentes sobre apuração de suspeita de fraude na Petrobrás ? A sociedade exige resposta já . | Denuncie |

Autor: Daniel Luiz
Ozzy, toca Crazy Train... | Denuncie |

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »
Termos de uso

Envie sua história e faça parte da rede de conteúdo dos Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.

PUBLICIDADE



  • Últimas notícias
  • Mais acessadas