política
  • (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Deputado Asdrubal Bentes decide até amanhã se renuncia ao mandato Bentes foi condenado pelo Supremo Tribunal Federal a três anos, um mês e dez dias de prisão por esterilização ilegal de mulheres

Agência Brasil

Publicação: 25/03/2014 18:40 Atualização:

Amanhã (26/3), a Mesa Diretora da Câmara vai decidir se faz uma representação na Comissão de Constituição e Justiça para a abertura de processo de cassação do mandato do deputado (Zeca Ribeiro/ Câmara dos Deputados)
Amanhã (26/3), a Mesa Diretora da Câmara vai decidir se faz uma representação na Comissão de Constituição e Justiça para a abertura de processo de cassação do mandato do deputado

Depois de receber o termo de compromisso de regime aberto de prisão domiciliar, o deputado Asdrubal Bentes (PMDB-PA) compareceu à Câmara para cumprir suas obrigações parlamentares. Ele recebeu o documento da Vara de Execuções de Penas e Medidas Alternativas (Vepema) com 13 condições. Bentes foi condenado pelo Supremo Tribunal Federal a três anos, um mês e dez dias de prisão por esterilização ilegal de mulheres.

Amanhã (26), às 11 horas, a Mesa Diretora da Câmara vai decidir se faz uma representação na Comissão de Constituição e Justiça para a abertura de processo de cassação do mandato do deputado. Bentes informou que só vai decidir se renuncia ou não ao mandato parlamentar amanhã por volta do meio dia. Segundo ele, antes irá conversar com parentes, com o líder de seu partido, deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ), e com o presidente da Câmara, deputado Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN).

Leia mais notícias em Política

Entre as 13 condicionantes que o parlamentar terá que cumprir estão: ficar em das 21 às 5h, salvo prévia autorização do juiz; durante os três primeiros meses, permanecer em casa nos domingos e feriados por período integral; comparecer bimestralmente à Vepema; nunca andar em companhia de pessoas que se encontrem cumprindo pena, nunca portar arma de qualquer espécie e comprovar que exerce trabalho honesto no prazo de três meses.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »
Termos de uso

Envie sua história e faça parte da rede de conteúdo dos Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.

PUBLICIDADE



  • Últimas notícias
  • Mais acessadas