política
  • (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos defende a volta do leasing Esse tipo de crédito pode sair mais barato do que o financiamento tradicional para empresas com frotas de veículos

Rosana Hessel

Publicação: 25/03/2014 20:41 Atualização:

A Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea) está em campanha junto ao Ministério da Fazenda para a volta do leasing. Esse tipo de crédito pode sair mais barato do que o financiamento tradicional, principalmente, para empresas com frotas de veículos, porque elas se beneficiam com a contabilização do leasing como despesa operacional.

Leia mais notícias em Política


O presidente da entidade, Luiz Moan, acompanhado de representantes das montadoras tiveram um encontro com o secretário de Política Econômica da Fazenda, Marcio Holland, nesta terça-feira no ministério, e aproveitaram o encontro sobre conjuntura econômica para defender a retomada desse tipo de financiamento. “O leasing chegou a responder por 47% do crédito total ao mercado, mas perdeu espaço porque houve algumas inseguranças jurídicas, como em que município a empresa financeira deveria pagar o ISS. E somente há três semanas, um acordão do STJ (Supremo Tribunal Federal) determinou que o imposto tem que ser cobrado onde se localiza a empresa arrendatária”, comentou Moan. Ele destacou que outra questão pendente é sobre o valor incontroverso no novo código processual civil. A Anfavea fez um pedido para que a Fazenda mantenha a legislação vigente. “Senão, a insegurança jurídica continua”, disse ele ao sair nesta noite do gabinete do secretário.

De acordo com Moan, Holland foi receptivo à proposta feita pela entidade sobre o leasing e que ele considera que o assunto “é importante”. A conversa também abordou o programa de estímulo à fabricação de carros híbridos para a redução da alíquota do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI), atualmente em 25%. O objetivo é que ela seja igual aos dos demais veículos. “Soubemos que essa proposta de incentivo para as novas tecnologias de propulsão vem sendo muito bem aceita dentro do governo. Estamos esperando a conclusão da análise técnica”, disse Moan.

Itens de segurança

Pouco antes, os representantes da Anfavea estiveram no Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (Mdic) para discutir sobre a redução de tributos sobre as autopeças importadas para itens de segurança obrigatórios, como air bag e freios ABS. “Essa lista está sendo consolidada e o ministério deverá apresentá-la para a Camex (Câmara de Comércio Exterior), mas ainda não há data definida para a aprovação”, disse Moan. Na próxima semana, o executivo voltará a Brasília para uma nova reunião sobre o assunto no Mdic.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »
Termos de uso

Envie sua história e faça parte da rede de conteúdo dos Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.

PUBLICIDADE



  • Últimas notícias
  • Mais acessadas