política
  • (2) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Deputados federais aprovam porte de arma para agentes e guardas prisionais E 2013, o Congresso chegou a aprovar uma emenda em uma medida provisória permitindo o porte de arma, mas a emenda foi vetada pelo governo

Agência Brasil

Publicação: 26/03/2014 19:45 Atualização:

Os deputados federais aprovaram nesta quarta-feira (26/3) projeto de lei que permite aos agentes e guardas prisionais o direito de portar arma de fogo mesmo fora do serviço. A proposta autoriza esses profissionais a usar armas da corporação ou de propriedade particular. A matéria será encaminhada à apreciação do Senado.

A votação foi acompanhada por dezenas de agentes penitenciários, que tomaram conta das galerias da Câmara. No ano passado, o Congresso chegou a aprovar uma emenda em uma medida provisória permitindo o porte de arma, mas a emenda foi vetada pelo governo.

Leia mais notícias em Política

Antes da votação desta quarta, o líder do governo, deputado Arlindo Chinaglia (PT-SP), disse que o governo não tinha o compromisso de sancionar a proposta, com a inclusão dos guardas portuários entre os profissionais que terão direito a porte de arma.

Esta matéria tem: (2) comentários

Autor: Thiago Lemos
Após tantas batalhas, a guerra está sendo vencida. Não tem olho gordo, não tem invejoso p atrapalhar, mas só um Deus pra glorificar em virtude desse direito claro e legítimo que estamos a recuperar. MP passa amanhã, pq aqui não tem mais pra vocês, e serve pra quem secou e ainda seca nossa categoria! | Denuncie |

Autor: alvailton santos
É o justo mais somente usa arma própria não das corporação pois ela não devem ser usada na folga. | Denuncie |

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »
Termos de uso

Envie sua história e faça parte da rede de conteúdo dos Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.



  • Últimas notícias
  • Mais acessadas