política
  • (1) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

André Vargas pede licença, após suspeita de envolvimento com doleiro Segundo Vargas, a licença não remunerada será usada para "tratar de interesses particulares"

Paulo de Tarso Lyra - Correio Braziliense

Publicação: 07/04/2014 15:23 Atualização: 07/04/2014 15:23

Primeiro vice-presidente da Câmara, André Vargas (Leonardo Prado/Agência Câmara)
Primeiro vice-presidente da Câmara, André Vargas

Deputado André Vargas do PT Paraná acaba de pedir licença do mandato de deputado por um período de 60 dias, sem remuneração, para, segundo ele, "tratar de interesses particulares".

Leia mais notícias em Política

Vargas, que era primeiro vice-presidente da Câmara, foi flagrado em conversa telefônica, interceptado pela Polícia Federal, com o doleiro Alberto Youssef, preso durante a operação Lava jato da Polícia.

O doleiro, acusado de comandar esquema de lavagem de dinheiro que envolve R$ 10 bilhões, negociava com o deputado petista contratos de um laboratório com o Ministério da Saúde. O parlamentar petista, segundo as investigações, também foi beneficiado com o aluguel do jatinho para uma viagem de férias a João Pessoa. Com o pedido licença, a vaga na mesa diretora será ocupada pelo atual segundo vice-presidente Fábio Faria, do PSD do Rio Grande do Norte.

Esta matéria tem: (1) comentários

Autor: Rogério Galhardi
Tá explicado porque defendeu ferrenhamente Dirceu, Genoíno & Cia!!! | Denuncie |

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »
Termos de uso

Envie sua história e faça parte da rede de conteúdo dos Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.

PUBLICIDADE



  • Últimas notícias
  • Mais acessadas