política
  • (5) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Oposição consegue derrubar urgência para indicação de Gim Argello ao TCU Com a derrota imposta ao governo, senador não escapará de ser sabatinado pelos colegas

Étore Medeiros

Publicação: 08/04/2014 19:06 Atualização:

A base do governo federal no Senado sofreu uma derrota nesta terça-feira (08/04) com a rejeição do pedido de urgência à análise da indicação do senador Gim Argello (PTB-DF) para o Tribunal de Contas da União (TCU). Com um placar apertado (25 a 24, com duas abstenções), o plenário do Senado resistiu ao rolo compressor imposto pelo Presidente da Casa, Renan Calheiros (PMDB-AL), que tentava eliminar do processo de indicação a sabatina da Comissão de Assuntos Econômicos (CAE).

Com a derrota do pedido de urgência, Gim será sabatinado na CAE, onde deverá ser instado a falar sobre os seis processos aos quais responde no Supremo Tribunal Federal(STF), por crimes como lavagem de dinheiro, corrupção ativa e passiva, e desvio de dinheiro público.

Leia mais notícias em Política

Caso aprovado pela CAE, o nome de Argello passará ainda por votações secretas nos plenários do Senado e da Câmara. A vaga que o senador tenta ocupar é a deixada pelo ex-ministro Valmir Campelo, que deixou o posto para assumir a vice-presidência de governo do Banco do Brasil. O posto de ministro no TCU seria parte de uma articulação para que a vaga ao Senado na chapa do ex-governador José Roberto Arruda (PR-DF) fique disponível para negociações com outros partidos.

A derrota do governo foi comemorada por servidores do TCU, que entoaram durante toda a tarde o coro de “Gim não” pelos corredores do Senado. “Causa muita preocupação que alguém que tenha seis inquéritos no Supremo, que tem uma condenação em ação popular, em segunda instância, possa ser indicado para o cargo de ministro do TCU. Falta a ele, objetivamente, o requisito de reputação ilibada, sem o que não se pode ingressar na magistratura”, defende Júlio Marcelo de Oliveira, procurador do Ministério Público de Contas junto ao TCU.

Esta matéria tem: (5) comentários

Autor: Epaminondas Levis
Esse bandido deveria está numa cadeia! | Denuncie |

Autor: Eduardo Boghossian
Ainda existem algumas pessoas de bom senso nesta instituição que envergonha o povo Brasileiro e acolhe inúmeras quadrilhas que roubam esta nação. Aqueles que efetivamente nos representam devem andar o dia todo com a mão na carteira com medo de serem pilhados. | Denuncie |

Autor: rio preto
A CONSTITUIÇÃO BRASILEIRA é clara no seu art. 73, § 1º, inciso II. Para ser ministro do TCU é necessário os requisistos: INDONEIDADE MORAL E REPUTAÇÃO ILIBAD. Infelizmente, o Senador Gim não possui as qualificações necessárias. | Denuncie |

Autor: MARCELO COSTA
O Brasil não é um país sério. Um Senador, que teve projetos suspeitos de desvio no Ministério da Cultura, que tem seu nome envolvido em inquéritos no STF, ainda pode ser fiscal do Estado. Até onde vamos parar! | Denuncie |

Autor: Caio Martins
Ué uma hora o nobre senador é oposição fazendo campanha com a família Roriz e na outra é situação? | Denuncie |

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »
Termos de uso

Envie sua história e faça parte da rede de conteúdo dos Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.

PUBLICIDADE



  • Últimas notícias
  • Mais acessadas