política
  • (2) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

STF ignora apelo governista e CPI será exclusiva sobre a Petrobras A senadora Ana Rita, do governo, havia protocolado um pedido para que não houvesse CPI

Amanda Almeida

Michelle Macedo

Publicação: 23/04/2014 22:11 Atualização: 23/04/2014 22:18


A ministra do Supremo Tribunal Federal (STF) Rosa Weber deferiu, na noite desta quarta-feira (23), o pedido da oposição pela instalação da comissão parlamentar de inquérito (CPI) exclusiva sobre a Petrobras. Ao mesmo tempo, ela negou o pedido do governo, protocolado pela senadora Ana Rita (PT-ES), para que não haja CPI, sob alegação de não ter um foco específico.

"Não foi um bom negócio"
Tanto a oposição quanto os governistas fizeram pedidos de criação da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da estatal. Enquanto a oposição tentava garantir a instalação de uma CPI para apurar exclusivamente denúncias envolvendo a Petrobras, os governistas entraram com um mandado de segurança, pedindo ao STF uma definição do que é considerado "fato determinado" para a criação de uma CPI.

Refinaria de Pasadena (Reprodução da Internet)
Refinaria de Pasadena


As comissões não foram instaladas porque o presidente do Senado, senador Renan Calheiros (PMDB-AL), decidiu aguardar o posicionamento do STF sobre o caso. A pressão por uma investigação da Petrobras começou com a revelação de que a compra da refinaria de Pasadena, em 2006, teria causado prejuízo de cerca de US$ 1 bilhão e que o negócio fora aprovado por Dilma Rousseff, então presidente do Conselho de Administração da empresa.
 
Ex-diretor da Área Internacional da Petrobras, Nestor Ceveró (Bruno Peres/CB/D.A Press)
Ex-diretor da Área Internacional da Petrobras, Nestor Ceveró


O advogado do ex-diretor da Área Internacional da Petrobras, Nestor Ceveró disse que todos os membros do conselho receberam, em 2006, com 15 dias de antecedência, uma cópia do contrato para a compra de metade da refinaria. O Planalto informou que a presidente Dilma Rousseff só aprovou a compra da refinaria porque recebeu um resumo "falho".

Em depoimento no Senado, a presidente da Petrobras, Graça Foster disse que a compra “não foi um bom negócio". As explicações não convenceram a oposição.
Tags: cpi petrobras stf

Esta matéria tem: (2) comentários

Autor: Tarcísio Silva
Parabéns, Ministra Rosa Weber, pela sua atitude patriótica de confirmar a legalidade da instalação de uma CPI, exclusiva, para apurar essa bandalheira ocorrida na nossa petrobrás no valor de mais de 1 bilhão. | Denuncie |

Autor: Nacelio Nacelio
O certo, o justo, o plausível ocorreu, graças a competência do STF. Todas essas pessoas envolvidas na compra dessa refinaria deveriam ser exonerados por improbidade administrativa, uma vez que dilapidaram o patrimônio da nação brasileira. Combustíveis caros e ruins para o povo é o que sabem fazer! | Denuncie |

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »
Termos de uso

Envie sua história e faça parte da rede de conteúdo dos Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.

:: Publicidade



  • Últimas notícias
  • Mais acessadas