política
  • (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Base aliada quer acelerar indicação de nomes para CPI da Petrobras Humberto Costa (PT-PE) disse que o presidente da Casa, Renan Calheiros (PMDB-AL), vai pedir a indicação dos nomes depois de receber a notificação da ministra Rosa Weber

Agência Brasil

Publicação: 28/04/2014 21:04 Atualização:

Os partidos da base aliada do governo concordam que devem indicar os integrantes da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Petrobras o “mais rapidamente possível”, informou hoje (28) o líder do PT no Senado, Humberto Costa (PT-PE). De acordo com ele, as indicações podem começar na próxima semana.

O senador disse que o presidente da Casa, Renan Calheiros (PMDB-AL), vai pedir a indicação dos nomes depois de receber a notificação da ministra Rosa Weber, do Supremo Tribunal Federal (STF), que determinou a instalação de uma comissão exclusiva. “Cada um dos partidos e dos blocos vai sentar e discutir quais são os seus nomes e rapidamente nós colocaremos a CPI em funcionamento”, informou, após reunião de líderes da base aliada no Palácio do Planalto.

Segundo o líder, não foram discutidos, durante o encontro, nem o papel nem as indicações de cada partido na comissão. “O maior bloco decide o que é melhor para ele, o PMDB naturalmente vai definir se quer a presidência ou relatoria. Nossa expectativa é que isso vai ser dividido também com os demais líderes, essa opinião vai ser ouvida também.”

Humberto Costa disse que há diferentes interpretações sobre a possibilidade de criação de uma comissão no Senado e outra mista sobre o mesmo tema, mas acredita que a Casa “está capacitada a fazer a investigação que sociedade deseja ver”.

Sobre uma comissão para investigar as suspeitas envolvendo a empresa Alstom e o Metrô de São Paulo, o senador informou que já foram recolhidas todas as assinaturas necessárias na Câmara dos Deputados. “Vamos continuar a coleta a partir de amanhã no Senado”, disse.

Na reunião à tarde, com o ministro da Secretaria de Relações Institucionais, Ricardo Berzoini, estiveram presentes os líderes do governo no Senado, Eduardo Braga (PMDB-AM), do governo no Congresso, José Pimentel (PT-CE), além dos líderes do PMDB, Eunício Oliveira (CE); do PCdoB, Vanessa Grazziotin (AM); do PDT, Acir Gurgacz (RO); e do bloco União e Força (PTB, PR e PSC), Gim Argello (PTB-DF).
Tags:

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »
Termos de uso

Envie sua história e faça parte da rede de conteúdo dos Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.

PUBLICIDADE



  • Últimas notícias
  • Mais acessadas