política
  • (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Conselho de Ética adia votação de parecer sobre cassação de André Vargas O presidente do conselho, deputado Ricardo Izar (PSD-SP), anunciou que o deputado André Vargas não comunicou ao colegiado a indicação de um advogado de defesa, nem compareceu para se defender

Agência Brasil

Publicação: 29/04/2014 20:03 Atualização:

A votação do parecer preliminar pela admissibilidade do processo de cassação do mandato do deputado André Vargas (ex-PT do Paraná, ora sem partido), no Conselho de Ética e Decoro Parlamentar da Câmara, foi adiada para depois das sessões deliberativas da Câmara, na noite desta terça-feira (29/4). Isso ocorreu em função do inicio da Ordem do Dia no plenário, após a discussão do parecer apresentado pelo relator, deputado Júlio Delgado (PSB-MG).

A representação contra Vargas, por quebra de decoro, se deu em função da relação dele com o doleiro Alberto Youssef, preso pela Polícia Federal, na Operação Lava Jato, e foi apresentada diretamente ao Conselho de Ética pelos partidos de oposição ao governo. Se aprovado o parecer preliminar, terá inicio a fase de investigação contra o deputado, com a tomada de depoimentos de testemunhas e diligências.

A reunião do conselho, destinada à votação, começou com quase 40 minutos de atraso, em função da falta de quórum no colegiado. O relator Júlio Delgado chegou a ligar para alguns deputados do conselho para que eles comparecessem ao colegiado e assegurassem presença suficidente para permitir o inicio dos trabalhos. Delgado reclamou que dos quatro deputados titulares e dos quatro suplentes do PT, nenhum compareceu.

“O deputado André Vargas saiu do PT, mas o partido não saiu do processo”, reclamou Júlio Delgado. Segundo o relator, estão sendo adotadas práticas protelatórias como a falta de quórum para que as investigações sejam retardadas ao máximo. “Vamos cumprir as questões protocolares e regimentais da admissibilidade, mas não vamos deixar de votar a admissibilidade e reconhecer que as táticas aqui são protelatórias. Vamos cumprir nossos prazos e fazer as apurações necessárias”, disse.

O presidente do conselho, deputado Ricardo Izar (PSD-SP), anunciou que o deputado André Vargas não comunicou ao colegiado a indicação de um advogado de defesa, nem compareceu para se defender. Izar disse que mandou publicar no Diário Oficial da União e no Diário da Câmara comunicado da realização da reunião de hoje, destinada à votação do parecer preliminar, já que não conseguiu notificar o deputado André Vargas do processo.

Leia mais notícias em Política


Com a falta de advogado, o presidente do conselho nomeou uma servidora da Câmara (Adelina da Silva Carvalho) para exercer a função de advogada dativa e acompanhar a votação do parecer preliminar do relator, recomendando o prosseguimento das investigações. Embora o Regimento Interno do conselho não faça exigência de advogado de defesa, Izar disse que a nomeação seria para evitar que depois fossem feitos recursos ao Supremo Tribunal Federal, tentando cancelar a reunião do conselho.

Como a pauta de votação do plenário prevê a apreciação de muitas matérias, o próprio relator Júlio Delgado admitiu que a votação do parecer preliminar poderá ficar para amanhã (30). Se o parecer de Delgado for aprovado, o processo de cassação de Vargas prosseguirá até o julgamento final do Conselho de Ética e do plenário da Câmara.

No intervalo entre uma sessão da Câmara e o inicio de outra, os deputados deixaram o plenário da Casa e se dirigiram ao conselho para a votação. Os 12 deputados presentes à reunião votaram favoravelmente ao parecer de Delgado e, com isso, aprovaram a continuidade das investigações contra Vargas. Mas em poucos minutos a votação foi anulada, uma vez que estava tendo votação no plenário e, por isso, o conselho não poderia deliberar sobre o parecer naquele momento. Com isso, a sessão foi novamente suspensa até o término da Ordem do Dia no plenário.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »
Termos de uso

Envie sua história e faça parte da rede de conteúdo dos Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.

PUBLICIDADE



  • Últimas notícias
  • Mais acessadas