política
  • (2) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Eduardo Campos diz ter projeto político distinto de Aécio Neves Para o pré-candidato do PSB, caminhos dele e do representante tucano são diferentes, assim como as bases políticas e sociais de ambos

Maria Clara Prates

Publicação: 05/05/2014 07:58 Atualização: 05/05/2014 08:20

Eduardo Campos: 'Numa eleição de dois turnos, durante o primeiro turno a gente só fala do primeiro turno' (Gustavo Rampini/Divulgação)
Eduardo Campos: "Numa eleição de dois turnos, durante o primeiro turno a gente só fala do primeiro turno"


Em um encontro no domingo (4/5) com a juventude do Partido Pátria Livre (PPL), no Rio de Janeiro, o pré-candidato pelo PSB, Eduardo Campos, ex-governador de Pernambuco, rechaçou uma aliança com o seu concorrente tucano à presidência, senador Aécio Neves, a partir de 2015. “A gente tem projetos que são distintos, e temos base política e social distinta. Isso não impede que tenhamos capacidade de ver o que nos une. Mas oferecemos caminhos diferentes”, afirmou Campos.

A declaração foi uma reação do socialista a sugestão de Aécio Neves de formar com Campos e Marina Silva, a partir de 2015, “o mesmo projeto de construção desse novo país, apresentada durante evento no interior da Bahia, na última sexta-feira. Eduardo Campos também desconversou quando foi questionado se aceitaria o apoio do tucano em um possível segundo turno. “Eu acho que numa eleição de dois turnos, durante o primeiro turno a gente só fala do primeiro turno. Eu tenho certeza que vou estar no segundo turno e eu não sei a essa altura quem vai estar no segundo turno para disputar a eleição comigo. Você pode ter até um cenário em que eu e Aécio possamos estar no segundo turno”, disse.

Leia mais notícias em Política

O socialista também criticou algumas proposta de Aécio, como a revisão da maioridade penal e das leis trabalhistas. “Eu assumi o compromisso de não retirar nenhum direito do trabalhador, considero a idade penal cláusula pétrea da Constituição Federal. Quem disser que vai mudar, está desconhecendo da decisão da Suprema Corte do País”, afirmou.

A matéria completa está disponível aqui, para assinantes. Para assinar, clique aqui.

Esta matéria tem: (2) comentários

Autor: Garivaldino da Motta Ferraz Filho
E o partido do neto do comunista Miguel Arraes mantém em seu programa que "a socialização realizar-se-á gradativamente, até a transferência, ao domínio social, de todos os bens passíveis de criar riquezas, ..." | Denuncie |

Autor: Vanessa Matias
Não vai revisar a maioridade penal? Então pode esquecer o voto de praticamente todos os brasileiros que já foram assaltados ou agredidos por um menor... To vendo que o jeito vai ser anular de novo. | Denuncie |

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »
Termos de uso

Envie sua história e faça parte da rede de conteúdo dos Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.

PUBLICIDADE



  • Últimas notícias
  • Mais acessadas