política
  • (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Ministro da Fazenda considerou Pasadena promissora em 2006 Guido Mantega alegou que não fazia parte do Conselho Administrativo da Petrobras na época em que o Brasil comprou parte da petroleira americana

Naira Trindade

Publicação: 14/05/2014 14:40 Atualização: 14/05/2014 14:39

Mantega: 'Eu estive no Conselho à época da compra da segunda metade e fui contra. O Conselho como um todo rejeitou a compra da segunda parte' (Ueslei Marcelio/Reuters)
Mantega: "Eu estive no Conselho à época da compra da segunda metade e fui contra. O Conselho como um todo rejeitou a compra da segunda parte"

Sem citar a compra da refinaria de Pasadena na explicação inicial na audiência na Câmara dos Deputados, o ministro da Fazenda, Guido Mantega, alegou que não fazia parte do Conselho Administrativo da Petrobras , em 2006, época em que o Brasil comprou parte da petroleira americana. “Mas tenho certeza houve um debate sobre a compra, como é de costume”. “Eu estive no Conselho à época da compra da segunda metade e fui contra. O Conselho como um todo rejeitou a compra da segunda parte”, disse Mantega justificando que a compra da outra parte foi imposta pela Justiça Arbitral.

Leia mais notícias em Política

Mantega se esquivou em avaliar se a aquisição da refinaria foi um bom ou um mal negócio . Ele justificou que o mercado mudou de 2006 para 2008 e o por isso votou contra adquirir a segunda parte de Pasadena que demandaria um alto volume de investimento para se tornar em uma petroleira rentável. “Na época, nós julgamos que não era conveniente, julgamos que era preciso investimentos para levar ao rendimento. e o mercado estava mudando”, disse o ministro. Ele reforçou que a entrada no mercado norte-americano em 2006 era uma idéia promissora.

O ministro reforçou, porém, que as cláusulas (Put Option e Marlim) não estavam no resumo apresentado ao Conselho em 2008. “Eu não fazia parte do Conselho em 2006. O deputado força a barra aqui para que eu me manifeste de uma reunião em que eu não estava”, reclamou. “Já quando foi apresentado resumo para os 50% eu estava lá e digo que não foram apresentadas as claúsulas nos pareceres”.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »
Termos de uso

Envie sua história e faça parte da rede de conteúdo dos Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.

PUBLICIDADE



  • Últimas notícias
  • Mais acessadas