política
  • (2) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Gabrielli muda de discurso e tenta isentar Dilma da compra de Pasadena Em abril, o ex-presidente da Petrobras disse que Dilma não poderia "fugir da responsabilidade dela"

Amanda Almeida

Publicação: 20/05/2014 12:30 Atualização: 20/05/2014 12:55

'A presidente Dilma é uma gerente de extrema competência e com alta sensibilidade com questões empresarias e sociais', segundo Gabrielle  (Bruno Peres/CB/D.A Press)
"A presidente Dilma é uma gerente de extrema competência e com alta sensibilidade com questões empresarias e sociais", segundo Gabrielle
Em depoimento sem a presença da oposição, o ex-presidente da Petrobras Sérgio Gabrielli tentou, na manhã desta terça-feira (20/5) isentar a presidente Dilma Rousseff pela responsabilidade da compra da Refinaria de Pasadena, no Texas. Ele disse, em depoimento à CPI da Petrobras no Senado, que os negócios da empresa são fruto de decisões coletivas e que a presidente é uma gerente de “extrema competência”.

Gabrielli mudou o tom do discurso. Em abril, ao comentar sobre a compra de Pasadena, que teria gerado prejuízo bilionário a Petrobras, ele disse, ao jornal Estado de S.Paulo, que Dilma não poderia “fugir da responsabilidade dela”. A presidente disse que votou pela aprovação do negócio – quando presidia o Conselho de Administração da empresa – com base em um documento “falho”.

Leia mais notícias em Política

O ex-presidente da Petrobras disse que os negócios da empresa são decididas depois da avaliação de diferentes áreas, e não só pelo Conselho de Administração. “As decisões do conselho são colegiadas. A discussão na época era se o preço era adequado e, na época era. Hoje, a discussão é outra. A responsabilidade pela compra de Pasadena é da diretoria e do Conselho de Administração da Petrobras. As cláusulas para a compra eram boas”, disse.

Gabrielli reforçou a defesa de Dilma. “A presidente Dilma é uma gerente de extrema competência e com alta sensibilidade com questões empresarias e sociais”, afirmou. O ex-presidente é ouvido por senadores da base. A oposição decidiu boicotar a CPI do Senado para concentrar esforços na Comissão Parlamentar Mista de Inquérito da Petrobras, que contará com a presença de deputados. A previsão é que o colegiado seja instalado amanhã.

Esta matéria tem: (2) comentários

Autor: JOSÉ COSTA
Penso que o foco deve ser outro: para que comprar uma refinaria nos EUA e no JAPÃO, se não conseguimos produzir o suficiente para atender o mercado interno? Todos os esforços devem ser no sentido de fazer funcionar a economia brasileira... | Denuncie |

Autor: Raimunda Santos
Competência tem, ele para mentir. Mas não é bom nem para ele nem para Dilma. Pois nos dia de hoje os mentirosos tem uma arma contra eles a mídia. Tudo que eles dizem ou fazem aparece logo em seguida e se for mentira cai na boca do povo. | Denuncie |

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »
Termos de uso

Envie sua história e faça parte da rede de conteúdo dos Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.



  • Últimas notícias
  • Mais acessadas