política
  • (8) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

CCJ do Senado aprova adicional que estoura teto para salários no STF Benefício será de 5% a cada cinco anos de serviço

Étore Medeiros

Publicação: 21/05/2014 14:42 Atualização: 21/05/2014 15:39

A Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ) do Senado aprovou nesta quarta-feira (21) o benefício do adicional por tempo de serviço para juízes e integrantes do Ministério Público da União, dos estados e do Distrito Federal. Com a mudança, as categorias passarão a receber um valor superior ao teto constitucional, de R$ 28.059,29. De acordo com o texto, os juízes e integrantes dos Ministérios Públicos ganharão um adicional de 5% na remuneração a cada cinco anos de carreira, até um limite de 35%.
 
 
A medida também altera o salário dos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF), que pode chegar perto dos R$ 40 mil. O presidente do STF, Joaquim Barbosa, enviou nota técnica para a CCJ, antes da votação, apoiando a medida. O benefício será apreciado agora pelo plenário do Senado Federal, em dois turnos. Depois, precisa ainda do aval do plenário da Câmara dos Deputados.

Pelo menos 20 senadores participaram dos intensos debates na CCJ. A senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR) se manifestou contra a medida, mas reconheceu que existe uma defasagem salarial e distorções nas carreiras da magistratura brasileira. A senadora lembrou que a medida poderá gerar um “efeito cascata”, com o surgimento de demandas de outras categorias. Também votaram contra o projeto os senadores Eduardo Suplicy (PT-SP), Armando Monteiro (PTB-PE), Aloysio Nunes Ferreira (PSDB-SP) e Gleisi.
 
Com informações da Agência Senado

Esta matéria tem: (8) comentários

Autor: luiz gouvea
Lembrando que isso vale só pros magistrados, que já ganham quase R$ 30.000,00. Pros servidores, nada. | Denuncie |

Autor: patrick Moraes
Eu sou servidor público de carreira de estado, ganho por subsídio e quero essa remuneração a mais também. | Denuncie |

Autor: Andre Luis
Agora eu tenho certeza que o Brasil irá quebrar em poucos anos. Defasagem???? Isso é Brasil!!! | Denuncie |

Autor: alvailton santos
Devia ser extendida a todos trabalhadores brasileiro. | Denuncie |

Autor: Joaquim Souza
Olá assalariados como eu. Enquanto isso o salário mínimo.....Kkkkkkkkkkkkkk!!!!!! | Denuncie |

Autor: carlos figueiredo
É isto aí, Sr. Barbosa! Quem sabe, os beneficiários que sempre foram beneficiários, venham a depositar um voto de confiança(nas urnas). Claro, para a tristeza dos mequetrefes que sempre são tratados como tais. Aos poderosos, tudo; aos mequetrefes, um pouco de sacrifício em nome da governabilidade. | Denuncie |

Autor: luiz gouvea
E o servidor fica chupando dedo... | Denuncie |

Autor: Marcelo Balk
Enquanto isso, o salário mínimo é de pouco mais de R$ 700. Espero que a Presidenta Dilma vete esta medida irresponsável e absurda. Chega de "marajás" no serviço público. | Denuncie |

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »
Termos de uso

Envie sua história e faça parte da rede de conteúdo dos Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.

PUBLICIDADE



  • Últimas notícias
  • Mais acessadas