política
  • (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Brasil apoiará candidatura de Angola no Conselho de Segurança da ONU O acordo permite a ampliação do prazo de três meses para dois anos do visto de negócios concedido pelos dois países

Agência Brasil

Publicação: 16/06/2014 20:11 Atualização:

Os governos brasileiro e angolano firmaram nesta segunda-feira (16/6) acordo para facilitar a concessão de visto entre os dois países. Após se reunir com o presidente José Eduardo dos Santos, a presidenta Dilma Rousseff manifestou apoio do governo brasileiro à candidatura de Angola à posição de membro não permanente no Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas (ONU).

O acordo permite a ampliação do prazo de três meses para dois anos do visto de negócios concedido pelos dois países. De acordo com o ato, empresários brasileiros que visitarem Angola, assim como angolanos que vierem ao Brasil não precisarão renovar os vistos quando forem viajarem ao país parceiro, desde que a autorização esteja dentro do prazo de dois anos. O acordo ainda prevê que o visto seja de múltiplas entradas, ou seja, os representantes comerciais não terão um limite de viagens que poderão fazer, desde que não fiquem mais de três meses ininterruptos no país de destino.

Leia mais notícias em Política

Durante a cerimônia, a presidenta Dilma disse que Angola e Brasil são países-irmãos, que têm laços linguísticos e culturais, mas sobretudo étnico-históricos. Segundo o Itamaraty, o Brasil foi o quarto principal abastecedor do mercado angolano, tendo seu intercâmbio comercial crescido quase 36$% entre 2009 e 2013. “Queremos destacar os avanços de nossa cooperação em matéria de defesa. A Força Aérea Nacional de Angola adquiriu em 2009 seis aeronaves Super Tucano, hoje já entregues”, disse Dilma.

Ao ressaltar o “importante papel de Angola” na reconstituição democrática de países africanos, como a Guiné-Bissau, Dilma se disse satisfeita em anunciar o apoio do governo brasileiro ao pleito angolano de ser membro, no próximo biênio (2015-2017), do Conselho de Segurança da ONU. “Estou certa de que Angola poderá oferecer olhar atento e alternativas equilibradas aos atuais desafios da paz e a segurança internacionais”, afirmou a presidenta.

Em sua fala, o presidente angolano agradeceu o apoio brasileiro e disse que também faz votos de que o Brasil saia vitorioso da candidatura para sediar um evento internacional de direitos humanos. Ao destacar a assinatura do ato, José Eduardo dos Santos lembrou que Angola é o terceiro parceiro comercial do Brasil na África e que, com o acordo, espera haver mais investimentos de empresários africanos no Brasil.

O ato assinado hoje entra em vigor 30 dias depois que a finalização dos trâmites internos em cada país for comunicada. No Brasil, como se trata apenas de prorrogação da validade de vistos, não há necessidade de tramitação legislativa antes que a medida possa ser concretizada.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »
Termos de uso

Envie sua história e faça parte da rede de conteúdo dos Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.



  • Últimas notícias
  • Mais acessadas