política
  • (1) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Ministro Gilberto Carvalho diz que não foi chamado a sair do governo De acordo com o ministro-chefe da Secretaria-Geral da Presidência da República, Gilberto Carvalho, não há, no momento, nenhuma perspectiva de mudança, e o seu desejo é continuar como ministro

Agência Brasil

Publicação: 03/07/2014 18:20 Atualização: 03/07/2014 18:32

O ministro-chefe da Secretaria-Geral da Presidência da República, Gilberto Carvalho, disse que continua no governo até que seja convidado pela presidenta Dilma Rousseff a assumir outra função. Segundo ele, não há, no momento, nenhuma perspectiva de mudança, e o seu desejo é continuar como ministro, ajudando na campanha de Dilma, nas horas vagas.

Leia mais notícias em Política

“Em nenhum momento a pessoa que me chamou para ser ministro disse outra coisa. Portanto, sou e estarei ministro enquanto a presidenta Dilma quiser. Se ela me chamar para outra função, é evidente que serei obediente e cumprirei com entusiasmo. O resto é especulação”. Dilma Rousseff foi lançada pelo PT como candidata à reeleição no último dia 21, reeditando a chapa com o vice-presidente Michel Temer, do PMDB. “Por mim, eu continuo no governo, trabalhando, e vou, na campanha, ajudar nas horas vagas, como já fiz em outros anos. Isso faz parte da minha militância”, disse.

Esta matéria tem: (1) comentários

Autor: Paulo Costa
Porque será que esse "Ministro" que gosta tanto de falar (besteiras e mentiras) não se dignou a responder as questões e graves acusações realizadas pelo Romeu Tuma Jr.? Porque não fala sobre suas reuniões com os vândalos e baderneiros (black blocks)? Porque não esclarece a morte de Celso Daniel? | Denuncie |

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »
Termos de uso

Envie sua história e faça parte da rede de conteúdo dos Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.



  • Últimas notícias
  • Mais acessadas