política
  • (3) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Dilma: ampliação do Brics não está na agenda da cúpula no Brasil O Banco do Brics que deve ser lançado na semana que vem se destinará ao financiamento de infraestrutura e contará com um capital de US$ 50 bilhões

France Presse

Publicação: 11/07/2014 22:40 Atualização:

A presidente Dilma Rousseff afirmou nesta sexta-feira que a eventual ampliação do grupo de potências emergentes Brics - formado por Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul - para novos membros não está na agenda de discussão da cúpula que acontece na terça que vem.

A ampliação do Brics "não está na discussão" prevista para a cúpula, que acontece em 15 de julho em Fortaleza - disse a presidente, em um encontro com correspondentes estrangeiros no Palácio da Alvorada. A presidente Dilma comemorou o que considerou o principal legado dessa cúpula.

"Queríamos duas coisas, há um ano e meio: o novo Banco de Desenvolvimento do Brics e o acordo de reservas. Nessa cúpula, ambos vão nascer", revelou Dilma, acrescentando que "concluímos o acordo".



O Banco do Brics que deve ser lançado na semana que vem se destinará ao financiamento de infraestrutura e contará com um capital de US$ 50 bilhões, dos quais US$ 10 bilhões serão entregues em dinheiro pelos países em partes iguais - segundo fontes do Ministério da Fazenda do Brasil.

O acordo de reservas, que buscou inspiração no fundo europeu de garantias, já está negociado. Os países do grupo se comprometem a pôr à disposição US$ 100 bilhões das respectivas reservas internacionais, em caso de problemas na balança de pagamentos de um deles. A China contribuirá com US$ 41 bilhões para o fundo; Brasil, Rússia e Índia, com US$ 18 bilhões cada um; e a África do Sul, com US$ 5 bilhões.

Na quarta-feira, dia 16, os presidentes do Brics vão receber os presidentes sul-americanos em uma reunião em Brasília.

Leia mais notícias em Política

Dilma disse que convidou os países sul-americanos, repetindo o gesto do último anfitrião, o sul-africano Jacob Zuma, que chamou os africanos para uma reunião à parte com os líderes do Brics.

Na cúpula, Dilma receberá os presidentes da Rússia, Vladimir Putin; da China, Xi Jinping, e da África do Sul, Jacob Zuma, além do primeiro-ministro da Índia, Narendra Modi.

Esta matéria tem: (3) comentários

Autor: Delmiro Portilho
... o estilo lacônico comunista rsrs | Denuncie |

Autor: Delmiro Portilho
... Os comunistas dominando rsrs Deus nus livre ! rsrs | Denuncie |

Autor: Delmiro Portilho
... devia estar aberta, assim como empurrou a Venezuela Madura, guela a baixo no golpe do Paraguay no MERCOSUL... | Denuncie |

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »
Termos de uso

Envie sua história e faça parte da rede de conteúdo dos Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.



  • Últimas notícias
  • Mais acessadas