política
  • (2) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Mais da metade da Casa será de novos deputados após 2015, diz especialista Parte do fenômeno tem explicação no desejo da população por mudanças na política

Julia Chaib

Publicação: 13/07/2014 08:05 Atualização: 12/07/2014 20:28

 (Gustavo Lima/Câmara dos Deputados)


Sete em cada 10 deputados federais vão tentar permanecer no Congresso Nacional pelos próximos quatro anos. A ambição da maioria dos parlamentares, entretanto, deve esbarrar no desejo dos milhões de pessoas que foram às ruas em 2013 para reivindicar, entre outros temas, a renovação na política. Na análise de especialistas, os protestos do ano passado ecoarão nas urnas em outubro. A projeção inicial do Departamento Intersindical de Assessoria Parlamentar (Diap) é de que a mudança de nomes na Câmara bata recorde em comparação às últimas quatro eleições e supere a taxa de 50%.


De acordo com o Diap, 77,97% dos deputados federais serão candidatos à reeleição este ano. O percentual é praticamente o mesmo de 2010, quando 79% dos parlamentares tentaram se reeleger na Câmara. A renovação costuma ser inversamente proporcional à quantidade de deputados que tentam a reeleição dos mandatos. Desta vez, no entanto, a situação tende a ser diferente, segundo levantamentos do instituto.


“Acredito que o índice de renovação será de, no mínimo, 50%, algo atípico. Estaremos próximos dos percentuais verificados em 1990 e em 1994”, diz Antônio Augusto Queiroz, assessor parlamentar e analista político do Diap. Ele explica que o prognóstico foi feito considerando o ambiente político, o custo de campanha e os históricos anteriores.

 

 A matéria completa está disponível aqui, para assinantes. Para assinar, clique aqui.

Tags:

Esta matéria tem: (2) comentários

Autor: Álvaro AR
A renovação vai existir, mas difícil é encontrar a qualidade que tanto precisamos, devido todos setores está contaminado pela corrupção.Quando vejo ficha suja governando, parece que corrupção está se tornando algo cultural,eu, pessoalmente não acredito. Devido a justiça ter o pior dedo o do político. | Denuncie |

Autor: ANTONIO LIMA
Renovação nem sempre significa melhora. No caso do Congresso, temo que a piora será o resultado dessa suposta renovação. Claro que podemos perguntar se a Casa pode piorar, mas pode, sim. Pudemos ter um Congresso contaminado por religiosos fundamentalistas, preconceituosos, homofóbicos e retrógrados. | Denuncie |

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »
Termos de uso

Envie sua história e faça parte da rede de conteúdo dos Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.

PUBLICIDADE



  • Últimas notícias
  • Mais acessadas