política
  • (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Senador Clésio Andrade renuncia ao cargo por problemas de saúde O parlamentar não compareceu ao plenário para renunciar. A despedida do mandato se deu por meio de uma carta, lida pelo presidente da sessão, Jorge Viana (PT-AC)

Étore Medeiros

Marcelo Ernesto - x

Publicação: 15/07/2014 18:08 Atualização:

O senador Clésio Andrade (PMDB-MG) renunciou ao mandato na tarde desta terça-feira (15/07), alegando problemas de saúde. Suplente de Eliseu Resende (DEM-MG), Andrade assumiu o mandato (2007-2015) em janeiro de 2011, após a morte do titular. Agora, nos seis meses finais de atividade parlamentar devem ser cumpridos pelo segundo suplente, Antônio Aureliano Sanches de Mendonça (PSDB-MG).

Clésio Andrade assumiu o mandato (2007-2015) em janeiro de 2011, após a morte do titular (Bruno Peres/CB/D.A Press)
Clésio Andrade assumiu o mandato (2007-2015) em janeiro de 2011, após a morte do titular

O novo senador por Minas Gerais é filho do ex-vice-presidente da República Aureliano Chaves. Por isso, é conhecido como Aureliano Chaves Filho. Ele foi deputado federal entre 1995 e 1997, e secretário de Transportes dos governos de Minas Gerais e do Distrito Federal. Chaves é filiado ao PSDB, mas começou a trajetória política no PFL (hoje DEM). Aureliano Chaves, o pai, foi vice-presidente da República durante a ditadura militar (1979-1985), na gestão de João Figueiredo na Presidência.

Renúncia

Andrade não compareceu ao plenário para renunciar. A despedida do mandato se deu por meio de uma carta, lida pelo presidente da sessão, Jorge Viana (PT-AC). No texto, Andrade explicou que porque não optou por uma licença temporária: “Considero prejuízo ao Erário público o recebimento sem o respectivo desempenho das funções”. A renúncia deve ser publicada na edição de amanhã do Diário Oficial do Legislativo.

Além da saúde frágil, Andrade é réu no processo do mensalão tucano, que apura o desviado recursos para a campanha eleitoral de Eduardo Azeredo (PSDB-MG), em 1998. Com a renúncia, Andrade perde o foro privilegiado e não será mais julgado pelo Supremo Tribunal Federal (STF), mas pela primeira instância da Justiça Federal em Minas Gerais.

Leia mais notícias em Política

Desde abril, Andrade já estava licenciado do comando da Confederação Nacional dos Transportes (CNT). Por meio de um rede social, o senador afirmou que agora vai se dedicar exclusivamente ao tratamento da enfermidade. “Estou deixando o Senado Federal por motivos de saúde. Nos próximos meses estarei interrompendo esta comunicação para me dedicar a este tratamento. Espero retomar essa comunicação o mais breve possível. No retorno continuarei a defender os interesses de Minas, não mais como Senador, mas como cidadão Mineiro. Obrigado por tudo e até a volta”, afirmou.

Veja a íntegra da carta de renúncia do senador Clésio Andrade:

À Mesa Diretora do Senado, Sr. Presidente, venho, através deste, informar a V. Exª a minha decisão de renunciar ao meu mandato de Senador da República.

Faço-o por motivo de acometimento de problemas de saúde (laudo médico) que acarretarão procedimentos e tratamentos que se estenderão pelo tempo que resta de meu mandato.

Não optei por licença, uma vez que considero prejuízo ao Erário público o recebimento sem o respectivo desempenho das funções e para ser coerente com a austeridade que imprimi durante todo o meu mandato de Senador com relação às verbas de representação e gastos com o gabinete.

Nesses termos, renuncio ao meu mandato de Senador da República pelo Estado de Minas Gerais, agradecendo ao povo mineiro e aos Senadores desta Casa, com a certeza de dever cumprido e de que deixo este mandato a cargo de uma pessoa preparada para assumi-lo, o Sr. Antônio Aureliano Sanches de Mendonça, filho do saudoso ex-Vice-Presidente da República Federativa do Brasil Sr. Antônio Aureliano Chaves de Mendonça.

Solicito a imediata leitura deste ofício em plenário, bem como sua publicação.

Senador Clésio Soares de Andrade.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »
Termos de uso

Envie sua história e faça parte da rede de conteúdo dos Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.

PUBLICIDADE



  • Últimas notícias
  • Mais acessadas