política
  • (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Próximo governador do Ceará administrará economia em ascensão Com bons indicadores econômicos, o futuro governador cearense terá a tarefa de ampliar a melhora nos indicadores sociais

Agência Brasil

Publicação: 29/07/2014 11:15 Atualização:

Quatro candidatos vão disputar o voto dos cerca de 6 milhões de eleitores cearenses para o governo do estado: Ailton Lopes (PSOL), Camilo Santana (PT), Eliane Novaes (PSB) e Eunício Oliveira (PMDB).

Quem vencer a eleição ao governo do Ceará vai gerenciar um Produto Interno Bruto (PIB) de R$ 105 bilhões, que cresceu 3,93% no primeiro trimestre deste ano em relação ao mesmo período do ano passado. O setor mais forte da economia do estado é o de serviços, com destaque para comércio e àqueles prestados pela administração pública, seguido da indústria e da agropecuária, que cresceu 41% no primeiro trimestre por causa da melhora no volume de chuvas no estado.

Com bons indicadores econômicos, o futuro governador cearense terá a tarefa de ampliar a melhora nos indicadores sociais. Apenas 37,4% da população de 8,7 milhões de pessoas é atendida por rede de esgoto e 15,8% por fossas sépticas. No recorte por idade, 65% das crianças até 14 anos vivem em residências sem nenhum dos dois tipos saneamento, segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Entre os indicadores educacionais, 21,6% da população com 25 anos de idade ou mais é analfabeta ou estudou menos de um ano. Apenas 6,5% estudaram 15 anos ou mais – tempo suficiente para concluir um curso superior. O baixo índice de escolaridade se reflete nos números de ocupação da população. Entre os jovens de 15 a 29 anos, que deveriam estar em fase de concluir o ensino médio e cursar o ensino superior, 22% não trabalham nem estudam e 42% só trabalham.

Leia mais notícias em Política

Entre os cearenses inscritos no Cadastro Único de programas sociais do governo federal, mais de 90%, cerca de 1,6 milhão de pessoas, têm renda familiar per capita de até meio salário mínimo. Desses, 62% recebem Bolsa Família para complementar a renda.

O candidato Ailton Lopes (PSOL) lidera a coligação Frente de Esquerda Socialista, formada por PSOL, PSTU e PCB. Bancário, nascido na cidade de Pau dos Ferros (RN), já foi candidato a vereador e deputado estadual, sem sucesso. Seu candidato a vice será Benedito Viana.

Camilo Santana (PT) é o cabeça de chapa da coligação Para o Ceará Seguir Mudando, formada por PRB, PP, PDT, PTB, PSL, PRTB, PHS, PMN, PTC, PV, PEN, PPL, PSD, PCdoB, PTdoB, SD e PROS. Nascido no Crato (CE), ele foi eleito deputado estadual em 2010. Sua candidata à vice-governadora é Maria Izolda de Arruda Coelho.

O PSB lançou, sem coligação com outros partidos, a candidata Eliane Novaes. Ela se elegeu deputada estadual em 2010, quando deixou o cargo de vereadora para assumir a nova função. É de Fortaleza e seu vice é Leonardo Rebouças.

A coligação Ceará de Todos lançou o candidato Eunício Oliveira (PMDB), com o apoio do PSC, DEM, PSDC, PRP, PSDB, PR, PTN e do PPS. Atualmente, Eunício é senador, mas já foi deputado federal. Nasceu em Lavras da Mangabeira (CE) e terá como vice Roberto Pessoa.
Tags:

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »
Termos de uso

Envie sua história e faça parte da rede de conteúdo dos Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.

PUBLICIDADE



  • Últimas notícias
  • Mais acessadas