política
  • (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Prefeito de Petrolina (PE) consegue reverter cassação do mandato no TSE Júlio Emílio Lóssio de Macedo era acusado pelo PSB pernambucano de prometer e distribuir lotes a eleitores

Correio Braziliense

Publicação: 05/08/2014 23:04 Atualização: 05/08/2014 23:09

Em decisão unânime, os ministros do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) reverteram, nesta terça-feira (5), a cassação do prefeito reeleito de Petrolina (PE), Júlio Emílio Lóssio de Macedo, acusado de conduta vedada a agente público nas eleições de 2012.

Os ministros consideraram que não houve entrega de lotes em evento, ocorrido em maio daquele ano, em que Julio Emílio assinou lei de regularização fundiária no município.

O diretório municipal PSB em Petrolina afirmou, em ação contra o prefeito, que Julio Emílio teria prometido e distribuído lotes a eleitores em evento que teria por finalidade favorecer sua futura candidatura à reeleição.

Leia mais sobre Política


Relatora do recurso do prefeito cassado, a ministra Laurita Vaz informou que não existe nos autos do processo prova de que Julio Emilio “teria levado a cabo qualquer distribuição de lotes” no evento ou depois dele.

Um dispositivo do Artigo 73 da Lei das Eleições (9.504/1997) proíbe aos agentes públicos, servidores ou não, entre outras vedações que possam afetar a igualdade de oportunidades entre candidatos nas eleições, “fazer ou permitir uso promocional em favor de candidato, partido político ou coligação, de distribuição gratuita de bens e serviços de caráter social custeados ou subvencionados pelo Poder Público”.

Com informações do TSE
Tags: psb petrolina tse

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »
Termos de uso

Envie sua história e faça parte da rede de conteúdo dos Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.



  • Últimas notícias
  • Mais acessadas